Cosme Rímoli Atlético encurralado. Corinthians se articula, quer Cazares

Atlético encurralado. Corinthians se articula, quer Cazares

Depois de ver Romero ir embora de graça, clube está para se aproveitar do impasse entre Cazares e Atlétiico. E abre as portas para o equatoriano

  • Cosme Rímoli | Do R7

Corinthians tem real interesse em Cazares. Em dezembro, ele deixa o Atlético. De graça

Corinthians tem real interesse em Cazares. Em dezembro, ele deixa o Atlético. De graça

Atlético Mineiro

São Paulo, Brasil

O Corinthians vive o outro lado.

Se tornou o 'San Lorenzo' de Romero.

Vale a explicação.

O polivalente paraguaio ficou cinco anos no Parque São Jorge.

Foi bicampeão brasileiro e bicampeão paulista. 

Jogador muito útil taticamente, capaz de atuar, na mesma partida, como meia, atacante, volante, lateral. 

Os técnicos e a torcida o amavam.

Mas se sentia infeliz.

Desvalorizado.

Porque recebia o menor salário entre os titulares importantes da equipe.

Ao ser contratado, ele recebia 20 mil dólares, cerca de R$ 60 mil, em 2014. No ano seguinte, passou a 40 mil dólares, cerca de R$ 120 mil. Em 2016, 60 mil dólares, R$ 180 mil. Em 2017, 80 mil dólares, cerca de R$ 240 mil. 

Seu contrato terminaria no meio de 2019.

O Corinthians queria prorrogar por mais três anos seu contrato.

A pedida do jogador foi de 100 mil dólares, cerca R$ 420 mil, livres de impostos.

O Corinthians não aceitou.

Seria 100 mil dólares, mas com o paraguaio pagando os impostos.

Romero disse 'não'.

Ficou ganhando R$ 240 mil por um ano e meio

Até sair 'de graça'.

Foi para o San Lorenzo, com seu irmão gêmeo Óscar.

Estão lá desde agosto de 2019.

O Atlético Mineiro vive situação parecida.

Cazares foi uma aposta.

Habilidoso, veloz e problemático, o equatoriano se tornou um dos atletas importantes, mesmo com o clube fazendo campanhas decepcionantes desde 2016.

Ele recebe R$ 300 mil mensais.

E se sente desvalorizado.

Em março de 2018, seu contrato foi prorrogado até dezembro deste ano, 2020.

Jorge Sampaoli não quis nem saber dos inúmeros problemas que o equatoriano já criou, com suas farras. Sendo inclusive até acusado de agressão a uma mulher.

Ele avisou o executivo Alexandre Mattos que deseja a permanência de Cazares.

Mattos procurou o meia atacante.

A proposta seria a prorrogação de contrato por dois anos.

Com 20% de aumento.

Ou seja, ele passaria a receber R$ 360 mil.

Mais bônus por conquistas.

Festas de Cazares são famosas em Belo Horizonte. Foi até acusado de agressão

Festas de Cazares são famosas em Belo Horizonte. Foi até acusado de agressão

Reprodução Instagram

O empresário do jogador, Jorge Marino, ficou até ofendido com a proposta.

"Cazares não renova, a ideia é sair, não há renovação. O ciclo dele se encerrou no Atlético Mineiro."

"Não há nada  (decidido sobre o futuro). Estamos conversando para procurar uma oferta. Não há nada do Corinthians, nem de outra equipe brasileira. O Brasil não tem dinheiro, o presidente de vocês [Jair Bolsonaro] é muito maluco", disse o agente ao site Uol.

Mas não é o que conselheiros importantes do Corinthians garantem. Assim como Romero garantia não ter acerto algum com clubes argentinos e que 'nem pensava' em jogar com seu irmão, Andrés Sanchez é muito fã do equatoriano.

Foi convencido pelo ex-treinador Fabio Carille do quanto ele pode acrescentar ao time e virar um ídolo da torcida, por seu futebol irreverente, criativo.

Há dois meses, em entrevista Canal del Fútbol, do Equador, Cazares tornou pública sua admiração pelo clube paulista.

"Sim (gostaria de jogar pelo Corinthians)."

"É uma equipe muito grande do Brasil."

"Uma equipe muito forte. Flamengo e Corinthians são os mais poderosos daqui (do Brasil)."

"Como não vou gostar de vestir a camisa de uma equipe tão grande é o Corinthians?"

A declaração não foi bem digerida pela diretoria atleticana. Nem pelos torcedores, principalmente das organizadas do clube de Belo Horizonte.

Há o interesse real do Corinthians por Cazares.

Inclusive com a possibilidade de o clube não esperar até janeiro de 2021.

A ideia é tê-lo já para o Brasileiro, quando a pandemia ceder.

Sampaoli já percebeu que o elenco atleticano precisa de Cazares. Impasse

Sampaoli já percebeu que o elenco atleticano precisa de Cazares. Impasse

Reprodução Twitter

E oferecer um atleta ou uma compensação financeira para o Atlético Mineiro ainda conseguir 'alguma coisa' pelo meia atacante, para não ter de vê-lo ir embora sem deixar um centavo no caixa do clube, como fez Romero no Parque São Jorge.

Tudo é tratado sob o máximo sigilo.

Mas a direção atleticana percebeu.

Está sem saída.

Ou oferece muito dinheiro para a renovação.

Ou vai perder Cazares.

Andrés Sanchez quer muito o jogador.

Segue impressionado pelas palavras de Carille.

Tiago Nunes também o aprova.

O caminho está aberto.

Vive o outro lado do que sofreu com Romero...

Time coreano usa boneca inflável na torcida e se desculpa após protesto

Últimas