Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

As lágrimas de Rojas ao trocar a idolatria no Racing pelo caótico Corinthians. Deixa a Libertadores por lutar contra o rebaixamento

Matías Rojas lutou e conseguiu se tornar ídolo da exigente torcida do Racing. Sua despedida ontem foi emocionante. Mas, por dinheiro, R$ 43 milhões, ele assinou contrato de quatro anos com o Corinthians

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Rojas deposita um beijo no gramado do estádio do Racing. Deixa a idolatria pelo dinheiro do Corinthians
Rojas deposita um beijo no gramado do estádio do Racing. Deixa a idolatria pelo dinheiro do Corinthians Rojas deposita um beijo no gramado do estádio do Racing. Deixa a idolatria pelo dinheiro do Corinthians

São Paulo, Brasil

Quarenta e quatro minutos do segundo tempo no estádio Presidente Perón.

O técnico Fernando Gago faz a substituição mais aguardada ontem, em Avellaneda.

Tira Matías Rojas, e coloca no seu lugar Aníbal Moreno.

Publicidade

Assim que vê o número 10 na placa do quarto árbitro, o meia paraguaio se deixa levar pela emoção.

Dobra os joelhos e beija o gramado, em agradecimento aos quatro anos de Racing.

Publicidade

Ouve a torcida aplaudi-lo de pé e entoar o coro a que se habituou.

Olé... Olé... Olé... Rojas... Rojas... Rojas...

Publicidade

O jogador, de 27 anos, desaba em lágrimas. 

Agradece à torcida.

Dá um forte abraço em Gago e nos companheiros.

A vitória sobre o Ñublense por 4 a 0 foi o adeus do meia canhoto, habilidoso, raçudo, de ótimo toque de bola. Foi ele, inclusive, que abriu o placar para o time argentino. Com a goleada, o Racing passou para o primeiro lugar do grupo A, deixando o Flamengo em segundo.

Mas Rojas não vai desfrutar a fase eliminatória da Libertadores.

Ele tem tudo acertado e será jogador do Corinthians em dois dias.

Ontem foi seu adeus.

Ficou claro que ele vem pelo dinheiro.

O jornal El Clarín revela que ele receberá 9 milhões de dólares, R$ 43 milhões, em quatro anos no clube brasileiro. Seu contrato venceu com o Racing, e o time argentino não tem condições de pagar tanto a um atleta.

Muito emocionado, Rojas falou rapidamente sobre sua despedida e vinda para o Brasil.

E relembrou que seu início no Racing foi difícil, com muita rejeição. Mas ele acabou impondo seu talento.

"Foi difícil [a cobrança] com a torcida. Mas, por sorte, pude reverter a situação. Eu vou orgulhoso. E [na vida] tem de aceitar os momentos. E eu quero somente agradecer aos torcedores do Racing."

Matías Rojas é um atleta que já jogou e pode continuar atuando pela seleção paraguaia
Matías Rojas é um atleta que já jogou e pode continuar atuando pela seleção paraguaia Matías Rojas é um atleta que já jogou e pode continuar atuando pela seleção paraguaia

A vida de Matías Rojas não foi fácil, mesmo no Racing.

Ele sentiu muito a pressão ao chegar comprado por 2,5 milhões de dólares, cerca de R$ 12 milhões, do Cerro Porteño, depois de ótima temporada no Defensa y Justicia, onde atuou emprestado.

Só foi comprado por insistência do treinador Eduardo Coudet.

Diante da rejeição inicial dos torcedores, Coudet previu.

"Ainda vão aplaudi-lo. Ele tem a canhota que lembra a de Ruben Paz [meia uruguaio que fez história] ou do Mago Capria [meia argentino ídolo do Racing, da década de 1990]", garantia o treinador.

Foi o que aconteceu; mais e mais, Rojas foi ganhando espaço e idolatria.

Ele recusou várias propostas de renovação de contrato.

Desde o ano passado, era sondado pelo futebol brasileiro.

Intermediários representando o Internacional e o Botafogo chegaram antes.

Mas a proposta do Corinthiansfoi maior.

E tudo foi acertado desde o início do ano.

Matías chega para substituir Renato Augusto, que tudo indica que segue para sua última temporada como jogador.

Aos 35 anos, ele caminha para a aposentadoria.

As lesões se acumulam. E necessidade de cirurgias. Principalmente no joelho direito.

Para não depender mais do cerebral e talentoso jogador, o Corinthians resolveu apostar todas as fichas em Matías Rojas.

"O Corinthians tem uma dívida de R$ 900 milhões", assumiu o gerente Alessandro, ontem, após a vitória sobre o Liverpool genérico, o uruguaio, por 3 a 0, em Itaquera.

Resultado que classificou o clube para a Copa Sul-Americana como compensação.

E que ele não deverá jogar, já que Luxemburgo promete colocar só reservas e garotos na competição, por medo do rebaixamento no Brasileiro.

As organizadas não se deixaram enganar pela vitória de ontem.

E prometem continuar em campanha para pressionar o time.

É esse ambiente que aguarda por Matías Rojas.

Jogador que trocou, por 9 milhões de dólares, a idolatria que tinha no Racing.

Mergulhando no momento caótico corintiano...

Quem é Matías Rojas, meia paraguaio do Racing na mira do Corinthians

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.