Amador, Fla não paga premiação. Tira a concentração do time na final

Inaceitável a atitude dos dirigentes do Flamengo. Não pagaram premiação da Libertadores. E provocaram reunião horas antes da decisão. Absurdo

Nervos à flor da pele. Horas antes da final.Por conta da diretoria do Flamengo

Nervos à flor da pele. Horas antes da final.Por conta da diretoria do Flamengo

Ibraheem Al Omari/Reuters - 21.12.2019

São Paulo, Brasil

Não teve influência direta na vitória do Liverpool, mas o Flamengo deixou vazar uma notícia negativa e importante, horas do confronto em Doha.

A diretoria não pagou ainda a premiação do Brasileiro e da Libertadores.

Os dois títulos foram conquistados em novembro.

O prêmio pela conquista sul-americana deveria pago ontem, dia 20. E o Campeonato Nacional, na segunda-feira.

O pior é que a falta de pagamento não aconteceu por dificuldade financeira.

Muito pelo contrário.

O que aconteceu foi que a direção do clube decidiu voltar atrás diante do que já havia combinado com Jorge Jesus e os jogadores.

O acordo previa que haveria a divisão dos cerca de R$ 70 milhões da seguinte maneira. 70% para os atletas e Comissão Técnica. E os demais 30% para funcionários mais humildes, como ropeiros, massagistas, médicos, fisioterapeutas, seguranças. Mas todos ligados ao futebol.

O presidente Rodolfo Landim voltou atrás.

Acreditou que era muito dinheiro para os funcionários.

E resolveu travar o pagamento.

A situação constrangedora estourou poucas horas antes da final.

Coube ao diretor-executivo  Bruno Spindel, avisar os funcionários, ontem, que o dinheiro não seria pago.

Dirigentes do Flamengo resolveram não pagar premiação. Na véspera da final

Dirigentes do Flamengo resolveram não pagar premiação. Na véspera da final

Reprodução Twitter

Os jogadores e o técnico Jorge Jesus ficaram revoltados.

Houve uma reunião de emergência, hoje, horas antes do jogo.

Participaram os capitães Diego, Diego Alves e Everton Ribeiro se reuniram com Marcos Braz, Bruno Spindel e Paulo Pelaipe.

A conversa não resolveu a situação.

O que irritou ainda mais os atletas e a Comissão Técnica.

Havia o acordo, mas Landim resolveu voltar atrás.

Em Doha, confirmou a informação.

Disse que 'reavaliaria' o pagamento dos prêmios.

Um absurdo.

Situação desnecessária que tirou o foco da decisão contra o Liverpool.

Atitude reprovável da direção flamenguista.

Inconcebível, ingênua.

Levou tensão a um grupo que só deveria ter o pensamento na final do Mundial.

Inaceitável o amadorismo...

Liverpool vence revanche contra Flamengo e é campeão mundial