Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Abel vê o Palmeiras recuperar a confiança na Argentina, graças aos reservas. Empate com o San Lorenzo vai refletir contra o Santos

O empate em 1 a 1 contra o San Lorenzo, na estreia da Libertadores, virou grande estímulo para tentar a reviravolta, no domingo, pela final do Campeonato Paulista. "Estou orgulhoso", disse

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Piquerez marcou belíssimo gol de falta. Confiança no lateral e no time voltou, depois do empate na Argentina
Piquerez marcou belíssimo gol de falta. Confiança no lateral e no time voltou, depois do empate na Argentina Piquerez marcou belíssimo gol de falta. Confiança no lateral e no time voltou, depois do empate na Argentina (Fabio Menotti/Palmeiras)

São Paulo, Brasil

"É um orgulho muito grande ser treinador deles."

Abel Ferreira estava feliz após o empate diante do San Lorenzo, em 1 a 1, na madrugada de ontem, na Argentina.

Mesmo com o time recheados de reservas desentrosados, seu time conseguiu o incentivo ideal para buscar reverter a desvantagem na final do Campeonato Paulista, domingo, no Allianz Parque.

Publicidade

Endrick, como o blog havia antecipado, e mais seis jogadores foram poupados do confronto de ontem: goleiro Weverton, os laterais Marcos Rocha e Mayke, o zagueiro Murilo, o volante Zé Rafael e o meia Raphael Veiga.

Eles nem viajaram para a Argentina.

Publicidade

Mesmo assim, o time misto conseguiu ir além do que aconteceu em 2023, quando estava também com dois jogos finais do Paulista, havia perdido o primeiro jogo, contra o Água Santa, e acabou derrotado, em La Paz, 3 a 1 para o Bolívar.

"Fica uma sensação positiva, um ponto e infelizmente não conseguimos mais. O San Lorenzo é uma equipe muito competitiva. Para o primeiro jogo fizemos melhor que no ano passado, que começamos com uma derrota. Dar os parabéns aos meus jogadores. É um orgulho muito grande ser treinador deles. Só peço para que eles confiem neles como eu confio."

Publicidade

O treinador teve de apelar no segundo tempo para a entrada de titulares no domingo: Piquerez e Flaco López.

Inclusive, estava claro que a partida na Argentina foi perfeita para a recuperação moral do lateral esquerdo uruguaio, que fez péssimo jogo diante do Santos, no domingo passado.

"Os argentinos são fortes em sua casa, mas encontramos o empate. Um resultado muito positivo para nós. Vamos pensar agora em domingo, que temos a final, a volta contra o Santos e temos que ganhar. Temos uma equipe com jogadores de muita qualidade.

"Somos grandes temos experiência na competição. Com apoio de sua torcida, sabíamos que o time deles ia jogar para frente, mas conseguimos um empate que é muito importante para nós."

Não só pelo gol de falta, mas Piquerez entrou muito bem no lugar de Vanderlan, que não conseguiu render.

Assim também como Lázaro, que outra vez decepcionou.

Luiz Guilherme se mostrou seguro, convicto. Driblou, criou situações de gol. 

Abel fez questão de destacar que foi preciso enfrentar o medo da derrota para colocar os reservas.

"Não é fácil, é preciso o treinador ter coragem. E mais do que coragem, é preciso confiar no elenco. Se calhar, era o que eu precisava ter feito no primeiro jogo contra o Santos", ironizava, sabendo que o Palmeiras foi mal demais no confronto na Vila Belmiro.

Outros dois pontos a serem estudados são: primeiro, a liberdade que o sistema palmeirense outra vez deu ao ataque adversário. Lomba teve de fazer pelo menos duas excelentes defesas para evitar a derrota.

Depois, o péssimo posicionamento da defesa em bolas aéreas.

O gol do San Lorenzo, de Romaña nasceu na cobrança de um escanteio.

"Agora estamos inteiros para nos prepararmos para a grande final de domingo, em casa, e convoco os torcedores para nos apoiarem em todos os momentos. Mesmo que a gente sofra um gol no primeiro minuto ou se fizermos um gol. Queremos o vosso apoio!

"Essa equipe nunca se rende!", comemorava o empate.

Rony lutou muito. E foi bem contra a forte defesa do San Lorenzo. Fôlego para domingo
Rony lutou muito. E foi bem contra a forte defesa do San Lorenzo. Fôlego para domingo Rony lutou muito. E foi bem contra a forte defesa do San Lorenzo. Fôlego para domingo (Fabio Menotti/Palmeiras)

Resultado importante em um grupo difícil, que tem, além do San Lorenzo, o Independiente del Valle, além do fraco Liverpool, do Uruguai.

O ponto que o Palmeiras conquistou foi mesmo muito importante.

E levou muita confiança para a final de domingo...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.