Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Abel e Vítor. Dois europeus decidem um torneio nacional pela primeira vez.  Consolidam a vitória da modernidade sobre os brasileiros

Os técnicos estrangeiros se impõem  no futebol brasileiro. Depois de o argentino Turco Mohamed vencer Paulo Sousa, em 2022, agora, os portugueses, europeus, Abel Ferreira e Vítor Pereira decidirão a Supercopa do Brasil

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Abel Ferreira e Vítor Pereira. Dois portugueses, dois europeus, na final da Supercopa do Brasil
Abel Ferreira e Vítor Pereira. Dois portugueses, dois europeus, na final da Supercopa do Brasil Abel Ferreira e Vítor Pereira. Dois portugueses, dois europeus, na final da Supercopa do Brasil

Brasília, Brasil

O Palmeiras vai mesmo decidir a Supercopa do Brasil em um reduto flamenguista.

Dos 67 mil ingressos, a torcida do clube carioca já comprou mais de 70% dos ingressos do estádio Mané Garrincha, aqui em Brasília.

Nas chegadas das duas delegações, na rede hoteleira da capital do Brasil, já foi possível perceber a diferença. 

Publicidade

A festa para o Flamengo foi enorme, no B Hotel, com direito a rojões, às 16h30, centenas de torcedores, e até helicóptero passou para acompanhar a chegada do time de Vítor Pereira.

Cerca de 300 metros adiante, no Grand Mercure Brasília, chegou o Palmeiras, uma hora depois, às 17h30. O número de torcedores era bem menor. E, para desanimá-los, logo depois de os paulistas chegarem, desabou uma tempestade de verão.

Publicidade

Dinheiro é um item importantíssimo nessa decisão. A CBF pagará R$ 7 milhões para o campeão. E R$ 2,5 milhão ao vice. A premiação chegará a R$ 10 milhões ao vencedor e R$ 5 milhões ao vice, com a soma do dinheiro oferecido, como incentivo, pela Conmebol.

Apesar dos preços assustadores, entre R$ 99,00 e R$ 999,00, os 67 mil ingressos para o jogo de amanhã estão quase todos vendidos. Com uma situação surreal. O setor reservado ao Palmeiras no estádio, que seria dividido, passou a ser comprado por flamenguistas.

Publicidade

Muito além desses aspectos, o que acontecerá amanhã, no Mané Garrinha, será algo muito importante para o futebol deste país.

Dois treinadores europeus decidirão um título nacional.

O argentino'El Turco' Mohamed venceu o português Paulo Sousa, na Supercopa do Brasil, em 2022.

Os portugueses Abel Ferreira e Vítor Pereira quebrarão de vez hegemonia dos técnicos brasileiros em finais.

Essa situação, com dois treinadores europeus decidindo o título, jamais aconteceu no Campeonato Brasileiro.

Nem na Copa do Brasil.

O mais próximo foi a conquista do Brasileiro, de Jorge Jesus, em 2019.

O vice, mas sem final, foi o argentino Jorge Sampaoli.

Na Supercopa do Brasil, de 2022, o argentino Turco Mohamed desbancou o português Paulo Sousa.

O argentino Turco Mohamed comemorou a Supercopa do Brasil de 2022. Contra o português Paulo Sousa
O argentino Turco Mohamed comemorou a Supercopa do Brasil de 2022. Contra o português Paulo Sousa O argentino Turco Mohamed comemorou a Supercopa do Brasil de 2022. Contra o português Paulo Sousa

Abel Ferreira chegou ao Palmeiras em outubro de 2020 e já conquistou, até agora, seis títulos. Duas Libertadores, uma Copa do Brasil, um Paulista, uma Recopa e é o atual campeão brasileiro.

E perdeu quatro outras decisões, a do Mundial, a Supercopa do Brasil, o Paulista e a Recopa Sul-Americana.

Levou o Palmeiras a nove decisões e venceu o Brasileiro do ano passado, que foi por pontos corridos.

Vítor Pereira herdou o Flamengo campeão da Libertadores de Dorival Junior.

Foi escolhido pela diretoria carioca depois do excelente trabalho que fez no Corinthians, em 2022. Quase conseguiu fazer sua equipe, com elenco muito mais limitado que o Flamengo, vencer a decisão da Copa do Brasil. No Maracanã. Perdeu nos pênaltis.

A ponto de mesmo campeão da América, Dorival foi preterido.

Abel não escondeu sua empolgação quando seu compatriota chegou ao Brasil, em 2022.

"Fui a muitas palestras que ele deu enquanto eu estava aprendendo e que me fizeram refletir sobre a minha forma de trabalhar quando era um jovem treinador", revelou.

Vítor Pereira devolveu o elogio.

"O Abel Pereira é um treinador espetacular", disse, em fevereiro do ano passado.

A verdade é que os dois são resultado do intercâmbio, da chegada de treinadores estrangeiros de qualidade, rompendo de vez a barreira imposta pela xenofobia, a negação a técnicos que não fossem brasileiros.

"Eu sinto muito orgulho pelas minhas conquistas no Brasil, que é o único país pentacampeão mundial. Ainda mais com o Palmeiras, que é o maior campeão deste país", repete Abel Ferreira.

"Trabalhar no Brasil é um privilégio para poucos estrangeiros. É muito difícil comandar uma equipe por aqui. Por vários fatores. Calendário, competitividade dos times, cobrança sobre os jogadores", destaca Vítor Pereira.

O Mané Garrincha. aqui em Brasília, é um reduto do Flamengo. E será amanhã contra o Palmeiras.
O Mané Garrincha. aqui em Brasília, é um reduto do Flamengo. E será amanhã contra o Palmeiras. O Mané Garrincha. aqui em Brasília, é um reduto do Flamengo. E será amanhã contra o Palmeiras.

A decisão de amanhã terá reflexos diretos e imediatos nos dois clubes.

O Flamengo terá o Mundial, já em fevereiro. Vencer trará mais confiança aos jogadores e no trabalho de Vítor Pereira. A derrota seria uma ducha de água fria, no melhor elenco do futebol brasileiro.

E é favorito. O campeão da Libertadores ganhou o jogador que sonhava, Gerson.

Já no Palmeiras, vencer ou perder, recairá sobre a presidente Leila Pereira.

Pela primeira vez na sua história, desde 1914, o Palmeiras não fez sequer uma contratação no início de uma temporada. A presidente acredita que os meninos da base resolvem. Abel Ferreira vem repetindo que precisa de novos atletas.

Se o Palmeiras vencer, Leila provará sua tese. Em caso de derrota, será muito mais pressionada para reforços à Libertadores. As saídas de Scarpa e de Danilo não foram compensadas.

Independente do vencedor, a decisão será histórica.

Pela segunda vez seguida, dois treinadores estrangeiros duelam pela Supercopa do Brasil.

Os treinadores brasileiros vão ficando para trás....

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.