Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Barriga saliente de Neymar é o problema mais aparente. Aos 32 anos, as farras cobram o jogador, que 'daria' a Copa ao Brasil

Mesmo operado, com a perna imobilizada, depois de uma operação delicadíssima para um atleta de alto nível, Neymar seguiu na farra. O retorno, depois de quatro meses, com a barriga saliente, só demonstra os abusos

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Neymar de volta aos treinos no Al-Hilal. Barriga proeminente. Sem postura de atleta
Neymar de volta aos treinos no Al-Hilal. Barriga proeminente. Sem postura de atleta Neymar de volta aos treinos no Al-Hilal. Barriga proeminente. Sem postura de atleta (Al-Hilal)

São Paulo, Brasil

Atletas de alto nível quando se contundem gravemente, precisam passar por uma revolução na vida.

Grande período de imobilização de uma perna, por exemplo, exige sacrifícios.

Ainda mais quando ela é submetida à intervenção invasiva, como operação no joelho.

Publicidade

A de Neymar levou quatro horas.

O tempo foi para a reconstrução dos ligamentos cruzados anteriores rompidos. E mais uma lesão nos dois meniscos.

Publicidade

O médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, foi o responsável pela cirurgia, no hospital Mater Dei, em Belo Horizonte. O ortopedista fez o trabalho contratado pelo Al-Hilal, clube árabe, dono dos direitos do meia/atacante.

A operação foi feita no dia 2 de novembro de 2023.

Publicidade

"Tudo certo. Agora é foco na recuperação", postou Neymar.

Sua vida de atleta apontava nada menos do que 28 lesões.

A ruptura dos ligamentos cruzados e as lesões nos meniscos, a mais grave. A previsão de recuperação é nada menos do que oito meses.

Vários medicamentos como antibióticos e antiinflamatórios foram necessários.

E, fundamental, a imobilização da perna esquerda.

Assim como deveria ser o repouso, para a recuperação do organismo.

Muitas horas de sono.

A alimentação deveria ser leve.

Neymar já é um jogador na fase final da sua carreira.

Tem 32 anos.

Com tantas recomendações médicas, e públicas, se esperava o comportamento mais do que comedido.

Para nenhuma surpresa, ele manteve a sua presença no cruzeiro Ney em Alto Mar.

Entre 26 e 29 de dezembro.

Três dias e três noites de farra. 

Foram 22 shows.

Os ingressos variavam de R$ 3.400,00 a R$ 6.400,00. 

Neymar. Três dias e noites em um cruzeiro. Um mês depois de ter operado os ligamentos do joelho
Neymar. Três dias e noites em um cruzeiro. Um mês depois de ter operado os ligamentos do joelho Neymar. Três dias e noites em um cruzeiro. Um mês depois de ter operado os ligamentos do joelho (Reprodução/Instagram)

Neymar foi, participou de várias apresentações, com a perna imobilizada.

As farras vararam a madrugada.

O principal jogador, desta geração do futebol brasileiro, seguiu indo em festas e mais festas, depois do seu cruzeiro.

Já sem a imobilização foi para o 58º aniversário de Romário.

A festa foi na noite de 27 de janeiro.

Neymar despertou muita surpresa pela aparência.

Estava visivelmente acima do peso.

Com bochechas inchadas, por trás da barba.

E a barriga proeminente.

Lógico que ele não poderia ter se exercitado, quando estava imobilizado, mas os abusos estavam à vista.

A enxurrada de críticas inundou as redes sociais.

No dia 30, ele postou um vídeo.

E mostrou a barriga, respondendo.

"Treininho de hoje finalizado. Acima do peso, tudo bem. Mas gordo, acho que não.

"Chupa (sic) haters..."

Disse e levantou a camiseta, com o abdômen que parecia de uma pessoa comum.

Não de um atleta de elite.

Tudo ficou ainda maior quando ontem, depois de quatro meses da contusão, ele se reapresentou ao Al-Hilal.

Neymar na festa de aniversário de Romário. Surpresa com o sobrepeso do jogador
Neymar na festa de aniversário de Romário. Surpresa com o sobrepeso do jogador Neymar na festa de aniversário de Romário. Surpresa com o sobrepeso do jogador (Reprodução/Instagram)

A camiseta denunciava a barriga saliente.

Outra enxurrada de críticas.

A imprensa europeia, principalmente, a francesa, criticou Neymar, nas rádios e televisões.

Pelo descuido com sua recuperação.

O cruzeiro foi lembrado.

Assim como a quantia gasta pelo Al-Hilal para tirá-lo do PSG. 

Foram 90 milhões de euros, cerca de R$ 481 milhões.

Mais a garantia que o brasileiro receberá 320 milhões de euros, R$ 1,7 bilhão.

Ou seja, mais R$ 2 bilhões...

A recuperação física de um atleta de 32 anos, com as inúmeras noites perdidas de sono, em festas, jogando pôquer ou videogames, pesam.

O que piora diante de Neymar assumir virar um apreciador de vinho.

Rodrigo Lasmar disse que a previsão de nove meses de recuperação era otimista.

Ou seja, não há a menor certeza se o meia/atacante estará em campo em julho.

Pode ser mais longa.

Ele perderá a Copa América e todo o final da Liga Árabe.

Vale lembrar que só fez cinco partidas pelo Al-Hilal, até a contusão diante do Uruguai, pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

Neymar aparecer com barriga saliente no treino do clube árabe não é um problema grave.

Apenas dá a chance para que, mais uma vez, ele demonstre o quanto seu estilo de vida prejudicou sua carreira.

Ele tinha potencial para ir muito além do que foi.

Aos 32 anos, no pouco competitivo futebol árabe, ele não tem o que crescer.

Dorival Junior, treinador da Seleção Brasileira, só tem uma certeza em relação ao futuro.

Não montará uma equipe que dependa de Neymar para a Copa do Mundo de 2026, se conseguir chegar até lá.

Ao contrário do que aconteceu com Mano Menezes, Felipão, Dunga e Tite.

Acabou a subserviência.

Não acredita como Tite, quando Neymar partia para a Copa de 2018.

Olhando uma réplica da taça no museu da CBF, ele prometeu.

"Vou buscar a Copa."

Em 2022, nova promessa.

"Vou dar a vida para ganhar a Copa do Mundo.'

Outra vez com Tite.

Novo fracasso.

Neymar deverá preparar outra vez uma resposta para quem ironiza sua barriga.

Definir o abdômen de novo é fácil para atleta de elite que é.

Impossível é recuperar a velocidade, a explosão muscular que facilitavam seus dribles, suas jogadas sensacionais.

A falta de foco com a carreira, fora dos gramados, cobra.

Como, todos de bom senso, sabiam que iria cobrar...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.