Cosme Rímoli A amaldiçoada Copa América joga Gabigol contra o Flamengo

A amaldiçoada Copa América joga Gabigol contra o Flamengo

Clube desconfia da gravidade da lesão do atacante. Diretoria queria que fosse em Curitiba para ser examinado. Verificar se não poderia mesmo jogar contra o Coritiba, hoje. Gabigol não foi. E pode ser multado

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gabigol. Direção do Flamengo desconfia da gravidade da lesão

Gabigol. Direção do Flamengo desconfia da gravidade da lesão

Alexandre Vidal/Flamengo

São Paulo, Brasil

A Copa América segue amaldiçoada.

A ponto de conseguir romper a ligação umbilical entre Gabigol e a direção do Flamengo.

A cúpula do clube carioca está revoltada com o jogador.

O motivo é simples. Os exames que o departamento médico da Seleção enviou aos médicos do Flamengo, alegando que, por conta de um edema na perna direita, ele não atuaria hoje contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, no Paraná, não convenceram.

Na Gávea, os resultados foram inconclusivos.

Ou seja, não foi diagnosticada a lesão.

E a ordem para Gabigol foi que se apresentasse em Curitiba.

O estafe do jogador mandou avisar que ele não iria, seguiria em tratamento em São Paulo. A direção flamenguista insistiu. E seguiu a mesma resposta. E Gabigol não foi ao Paraná.

A diretoria do Flamengo quer puni-lo, por desobedecer uma ordem.

A dúvida na cúpula do clube é se ele está com uma lesão muito leve, mas que não o impederia de jogar hoje. E Gabigol estaria se poupando para não piorar e disputar a Copa América.

O relacionamento entre Flamengo e CBF, que já é péssimo, piorou.

Gabigol se considera respaldado pelos exames que fez na Seleção.

O mal estar é enorme.

Com os dirigentes rubros negros se sentindo desrespeitados.

E estudam a sério multar o atacante.

Até divulgaram um comunicado oficial, nas redes sociais.

Gabriel Barbosa descumpriu a determinação de se apresentar na última quarta-feira (09.06), em Curitiba, impossibilitando a avaliação do Departamento Médico do Flamengo. O clube ainda aguarda a reapresentação do atleta. #CRF

A relação entre o jogador e a direção do Flamengo sempre foi muito boa.

Principalmente com o vice de futebol Marcos Braz.

A situação foi pessimamente conduzida.

Um telefonema de 30 segundos de Tite, poderia ter evitado a constrangedora situação

Um telefonema de 30 segundos de Tite, poderia ter evitado a constrangedora situação

CBF

A CBF também falhou. 

Por não interferir com vigor, garantindo que o melhor seria o jogador seguir se tratando.

Bastaria uma ligação, por exemplo, de 30 segundos, de Tite, de Juninho Paulista.

Mas o técnico e o coordenador se calam.

 E são cúmplices de um desgaste amador.

Desnecessário.

E público...

Homem mais resistente do mundo completa cem dias de prova insana

Últimas