Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

A dor de Dudu. 2023 acabou. Rompeu ligamento cruzado do joelho direito. Palmeiras perde talento, técnica, personalidade. E alma

O medo se confirmou. Dudu torceu o joelho direito ontem contra o Vasco. Exames hoje apontaram a necessidade de cirurgia. Futebol só em 2024. Breno Lopes, Kevin e Endrick lutarão pela posição

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Dudu não joga mais em 2023. O Palmeiras perde em técnica, talento e personalidade
Dudu não joga mais em 2023. O Palmeiras perde em técnica, talento e personalidade Dudu não joga mais em 2023. O Palmeiras perde em técnica, talento e personalidade

São Paulo, Brasil

2023 acabou para Dudu.

O clima é de muita tristeza no Palmeiras.

Houve pela manhã a confirmação de que o jogador, de 31 anos, sofreu ruptura dos ligamentos cruzados anteriores e uma lesão no menisco da perna direita.

Publicidade

Ele deverá ser operado o mais rápido possível.

O clube se recusou a divulgar a previsão de recuperação.

Publicidade

Mas não há como fugir.

O blog conversou com dois cirurgiões esportivos, especialistas em joelho.

Publicidade

Dudu não voltará a atuar antes de cinco meses, com muita sorte.

Mas o prazo pode ser ainda maior, chegar a sete meses ou mais.

Ele era arma fundamental para Abel Ferreira na reta final da Libertadores.

E na improvável luta na busca do Botafogo pelo título brasileiro.

O lance aconteceu ontem, contra o Vasco, no estádio palmeirense.

Ele torceu sozinho o joelho, ao tentar parar o corpo, que estava em velocidade. Sua chuteira enroscou no gramado sintético, e seu peso foi para o lado contrário de onde estava virado seu pé direito.

Machucou-se aos 37 minutos. Mesmo assim, pediu para voltar. Ficou mais cinco minutos em campo e percebeu que o joelho estava "frouxo".

Dudu estava vivendo uma excelente fase.

Só em 2023, fez 42 partidas, marcou 3 gols, deu 7 assistências. 

Mas os frios números não mostram quanto ele ajudou o Palmeiras a "quebrar linhas", desarrumar defesas adversárias.

"O Dudu é um jogador com potencial diferenciado. E que cresceu muito em relação ao jogo coletivo. Ele sabe de sua importância no nosso time. Todos sabem", já disse Abel sobre o atacante.

Abel: horas de conversas com Dudu. Para convencê-lo a ser substituído na parte final dos jogos
Abel: horas de conversas com Dudu. Para convencê-lo a ser substituído na parte final dos jogos Abel: horas de conversas com Dudu. Para convencê-lo a ser substituído na parte final dos jogos

De gênio forte, Dudu teve várias conversas com Abel para entender que o treinador português queria "tirar o máximo" do atacante. E achava que ele rendia muito bem até os 25, 30 minutos do segundo tempo.

O jogador detestava ser substituído.

"Não tem a mesma relação que eu tenho com Felipão. O Felipão me tratava como neto, como filho. Era uma relação muito boa, até mesmo Cuca, outros que já passaram. Acho que é pela cultura do Abel, de ser mais fechado, de ser mais reservado.

"Mas eu acho que nenhum jogador gosta de ficar saindo de jogo. (...) Com o Abel, praticamente todo o jogo os jogadores do meio para a frente ele tira, porque são os jogadores que correm mais.

"Aí, ele teve um pouco aí de me convencer um pouco disso. Eu ficava um pouco chateado. Ainda fico meio p... na hora, mas a gente tem que entender o treinador, tem que respeitar os outros jogadores que vão entrar. Então, ele consegue convencer a gente bem disso aí."

Breno Lopes é a escolha natural de Abel para a posição.

Kelvin corre por fora.

Assim também como Endrick, que na base atuava, de forma brilhante, pela esquerda.

Ou deslocar Rony para a esquerda, com a entrada de Flaco López ou mesmo Endrick.

Não haverá contratação.

Abel Ferreira confia muito em Breno Lopes, entrando nas partidas. Começar já é outra história
Abel Ferreira confia muito em Breno Lopes, entrando nas partidas. Começar já é outra história Abel Ferreira confia muito em Breno Lopes, entrando nas partidas. Começar já é outra história

O elenco se ressentirá da personalidade forte e decisiva de Dudu.

Só que não há o que fazer.

Pensar no atacante goiano, só em 2024.

Ele tem contrato até 2026.

É o atleta que mais recebe no Brasil.

Ganha R$ 2,1 milhões a cada 30 dias...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.