Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rimoli Copa 2018
Publicidade

Tite tenta usar o lado emocional no corte de Danilo

O treinador busca um lado positivo na contusão que tirou o lateral da Copa. A permanência do jogador é o reforço da união. O Brasil jogará por Danilo

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

A Copa do Mundo foi muito cruel para Danilo
A Copa do Mundo foi muito cruel para Danilo A Copa do Mundo foi muito cruel para Danilo

Kazan, Rússia

O abrupto corte de Danilo trouxe o elemento emocional a mais, na decisão contra a Bélgica, logo mais às 15 horas de Brasília. O lateral direito sofreu uma lesão nos ligamentos do tornozelo esquerdo. Justo no último treino da Seleção, aqui em Kazan, antes da partida que vale vaga na semifinal da Copa do Mundo. O vencedor enfrentará França ou Uruguai.

Tite sabe como capitalizar esse tipo de situação. Danilo é muito querido pelo grupo. Embora titular do Manchester City, acabou intimidado durante o Mundial. Chegou tenso com a responsabilidade de substituir Daniel Alves, que não foi convocado por ter de operar o joelho direito. 

Foi mal contra a Suíça, sofreu contusão no quadril no último treino antes do jogo contra a Costa Rica. Fagner entrou no seu lugar. E se tornou titular absoluto. Danilo se recuperou e treinava forte tentando mostrar que ainda poderia ser útil, quando se contundiu ontem. No mesmo instante, o médico Rodrigo Lasmar o levou para fazer exames de imagem. 

Publicidade

E foi constatado o rompimento de parte dos ligamentos. Não haverá tempo para sua recuperação durante a Copa, que termina daqui nove dias. Como não poderia deixar de ser, o jogador ficou muito abalado. Teria chorado e pedido para Tite: queria seguir com o grupo. 

De imediato, o treinador concordou. 

Publicidade

O tratamento é básico. Exige praticamente apenas imobilização, já que não houve ruptura total ligamentar, aí sim, mereceria intervenção médica. Não háverá problema maior com Danilo.

Tite não chega a formar o que Luiz Felipe Scolari chamava de 'famíla'. Mas seus grupos em competições importantes costuma ser coeso, sem conflitos. E muito ligado emocionalmente. A prova de que isso acontece na Seleção está na defesa absoluta de Neymar, aconteça o que acontecer. Estando ele certo ou errado.

Publicidade

Não há a menor dúvida que a Seleção que está aqui na Rússia passará também a atuar por Danilo. Ele é muito comprometido com o grupo e não questionou a perda de posição. Pelo contrário, seguiu com ótima relação com Fagner e os demais jogadores.

Embora a notícia tenha sido divulgada a uma hora da manhã, aqui na Rússia, inúmeros torcedores já começaram a dar apoio ao lateral. 

Continua sendo uma falha muito grande a Seleção não ter um psicólogo esportivo. Seria ótimo para o jogador que não atuará mais no Mundial. E aos companheiros que são obrigados a encarar a tristeza de um corte. Que ainda pode acontecer com qualquer um deles. Só que os próprios atletas rejeitam a figura do psicólogo. E Tite tomou para si essa função. Mas segue sendo amadorismo inaceitável.

Do lado prático, se Fagner tiver algum problema hoje contra os belgas, ou no resto da Copa, caso o Brasil vença, Tite apelará para a improvisação, já que não é permitida nova convocação. O zagueiro Marquinhos é a primeira opção. Fernandinho, a segunda.

Há uma certeza aqui em Kazan.

O Brasi estará ainda mais motivado hoje.

Os jogadores querem dedicar a classificação a Danilo.

A Copa do Mundo de 2018 foi cruel com o lateral do City...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.