Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rimoli Copa 2018
Publicidade

Thiago Silva capitão do Brasil. Tite conseguiu o resgate

Situação que seria considerada impossível há quatro anos. Thiago Silva, depois da crise de choro em 2014, volta a ser capitão do Brasil na Copa 

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Tite escolheu a hora exata de resgatar o zagueiro
Tite escolheu a hora exata de resgatar o zagueiro Tite escolheu a hora exata de resgatar o zagueiro

São Petersburgo, Rússia

Depois de quatro anos, a volta por cima definitiva. 

Thiago Silva, a imagem da depressão, do descontrole, das crises de choro na Copa em 2014, voltará a ser capitão da Seleção Brasileira. A tarja voltará ao seu braço em uma partida válida pelo Mundal depois de quatro anos.

A divulgação da notícia, por parte da CBF, causou alvoroço entre os mais de 300 jornalistas que estão na fria São Petersburgo. Mas a escolha de Tite não foi por acaso, longe disso. 

Publicidade

"Foi uma brutal injustiça o que fizeram com ele na Copa de 2014. Um jogador vitorioso como ele não pode passar para a história com a imagem de um derrotado. Suas lágrimas eram para ver o Brasil campeão", já disse Tite, ao justificar a convocação do zagueiro, ainda nas Eliminatórias.

Como o blog havia publicado no sábado passado, Tite iria fazer Thiago Silva capitão da Seleção novamente na Copa. Não quis contra a Suíça, preferiu Marcelo, nome que não causaria polêmica.

Publicidade

Porém, agora, é bom haver a discussão. Assim, as discussões sobre o fraco futebol contra os suíços e a estranha contusão e recuperação de Neymar ficam diluídos. Thiago Silva passa a ser o 'assunto do dia'.

Embora Tite mantenha o rodízio e tente passar a ideia da desvalorização do capitão, com Thiago não é assim. Ele é mesmo um dos grandes líderes do Brasil. Aos 33 anos, disputa sua terceira e último Mundial. Sabe que é a derradeira chance de conseguir o título que tanto sonha. 

Publicidade
A cena marcante que mostrou todo o descontrole emocional em 2014
A cena marcante que mostrou todo o descontrole emocional em 2014 A cena marcante que mostrou todo o descontrole emocional em 2014

E tem participado de tudo em relação à Seleção. Discutido com Tite posicionamento da equipe, animado os criticados jogadores depois do empate com a Suíça. E tem conversado com Neymar, companheiro do PSG.

A sua escolha só surpreende para quem não conhece Tite. "Eu o chamei de volta porque é um dos grandes zagueiros do mundo. Joga demais. E sua personalidade faz bem para qualquer time."

Thiago Silva garante que já superou as duras críticas pelas lágrimas após a vitória contra o Chile, nos pênaltis, em 2014. E também a pane mental, que o fez esquecer o absurdo tapa na bola contra o Paraguai, na Copa América.

"Houve muita maldade, mas tudo já ficou para trás. Serviu como experiência. Me fez mais forte", desabafou há um ano, ao voltar à Seleção. 

Tite foi ousado e tentou também recuperar David Luiz. Só que foi impossível. O futebol do zagueiro/volante nunca mais foi o mesmo depois da Copa de 2014. Ficou evidenciado seu trauma. Perdeu grande parte do prestígio como jogador que já teve um dia.

Ele já havia sido capitão com Tite, no amistoso contra a Argentina, na única derrota do técnico.

Tite tentou também trazer de volta à Seleção David Luiz. Foi impossível
Tite tentou também trazer de volta à Seleção David Luiz. Foi impossível Tite tentou também trazer de volta à Seleção David Luiz. Foi impossível

Tite conseguiu.

Fez ressurgir Thiago Silva.

O colocou no lugar de Marquinhos.

É titular absoluto da Seleção.

E agora capitão.

Que o treinador também recupere o futebol do time...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.