Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rimoli Copa 2018
Publicidade

Neymar quer jogar de qualquer jeito. Tite precisa ser forte

Colocar o principal jogador brasileiro com dores contra a Costa Rica é um risco desnecessário. E que pode custar a perda do jogador no resto da Copa

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Neymar deixa claro que deseja jogar de qualquer jeito. Tite tem de posicionar
Neymar deixa claro que deseja jogar de qualquer jeito. Tite tem de posicionar Neymar deixa claro que deseja jogar de qualquer jeito. Tite tem de posicionar

Sochi, Rússia

O ex-jogador Denilson garante que recebeu uma mensagem de texto de Neymar. E que ele garantiu que jogará contra a Costa Rica.

O assessor de imprensa da CBF, Vinicius Rodrigues, passou dois recados do médico Rodrigo Lasmar. O primeiro é que as fortes dores que o atacante sente são no calcanhar.

E não no pé direito. Não é efeito da operação feita por Lasmar. O segundo é que ele estará no treino hoje. Só que ninguém poderá acompanhar, já que será secreto.

Publicidade

Mas as três afirmações não combinam com a cena que pudemos acompanhar. As extrema dificuldade e insegurança ao colocar o pé direito no chão. E as caretas de dor no simples movimento de dar leves chutes na bola. E a necessidade do amparo físico do fisiologista Bruno Mazziotti para poder voltar ao vestiário.

Porém mais forte do que tudo, a preocupação no olhar de Tite, acompanhando todo o episódio.

Publicidade

Como Neymar deixou claro com suas madeixas louras, ele chegou até a Rússia para ser o principal personagem da Copa do Mundo. Queria todos os holofotes. Tanto foi assim que acabou indo contra algo o que havia combinado com Tite. E havia conseguido ser contra a Croácia e Áustria, últimos amistosos antes do torneio. 

Em conversa reservada, Neymar jurou que colocaria seu talento a favor do time. E não jogaria sozinho, forçaria dribles, mataria contragolpes. Mas bastou a partida contra a Suíça começar e Neymar voltou a ser aquele jogador individualista dos tempos de Dunga. Pior, até.

Publicidade

Como estava com dificuldade para se livrar da marcação suíça, passou a chamar para duelos individuais os truculentos e violentos zagueiros e volantes. Acabou recebendo uma saraivada de dez pontapés. Que em nada de produtivo resultou para a Seleção. A não ser, sair com o pé direito inchado de tantos golpes. Ele foi dar entrevista, uma hora e cinquenta depois do jogo, mancando.

Tite tem de proteger Neymar. Se as dores atrapalharem é melhor que não jogue
Tite tem de proteger Neymar. Se as dores atrapalharem é melhor que não jogue Tite tem de proteger Neymar. Se as dores atrapalharem é melhor que não jogue

Fez tratamento intensivo na segunda-feira. As dores passaram. Mas mal pisou no gramado da concentração brasileira e tudo ruiu. 

O que não pode acontecer de maneira alguma é a Comissão Técnica aceitar que ele imponha a sua escalação. Ou seja, peça para jogar, mesmo com fortes dores. Entre em campo por causa do ego. Para não perder a chance de disputar a 'sua Copa'. 

Tite já havia dito que Neymar não estava 100% contra a Suíça. Em vez de melhorar, ele piorou nesta véspera de confronto com a Costa Rica, time que também possui zagueiros e volantes violentos. Não é preciso ser adivinho que, se jogar, Neymar tomará pontapés. E, não por coincidência, focados no seu pé direito. 

Para enfrentar o adversário mais fraco do grupo é necessário, de qualquer maneira, expor o principal jogador da Seleção, só para agradá-lo? 

Tite tem a oportunidade de provar que seu discurso de que possui um grande elenco não é vazio, da boca para fora. Neymar não pode jogar se não estiver bem. Pronto para suportar entradas fortes, que acontecerão. Não há espaço para ingenuidade agora.

Neymar tem enorme força no elenco. É o líder técnico, incontestável. Mas chegou a hora de Tite se impor. Há muito em jogo em São Petersburgo. 

A partida tem o peso de uma final para o Brasil.

Mesmo tímido e nascido para coadjuvante, Philippe Coutinho tem todas as condições técnicas de liderar o time. Ainda mais diante de um adversário bem mas fraco, como a Costa Rica. Tite não pode ficar na mão de Neymar.

Médicos e preparadores fisícos costumam se esconder na hora do diagnóstco em relação a dores. Vale o limiite do jogador. O que ele pode muto bem maquiar, manipular. 

Se depender de Neymar, ele estará em campo de qualquer manera.

Mas a que preço ?

Chegou a hora de Tite exercer o seu comando na plenitude.

Ele já permitiu que Neymar jogasse para ele e não para o Brasil contra a Suíça.

Apesar de ser um dos melhores do mundo, Neymar machucado não adianta. 

Só atrapalhará.

E pode ter consequências dramaticas.

Talvez tenha chegado a hora de dizer não a Neymar.

Atitude que ninguém gosta de fazer...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.