Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rimoli Copa 2018
Publicidade

CBF decide cobrar a Fifa pelo gol da Suíça. Por carta

Edu Gaspar anuncia decisão inócua da CBF. Vai mandar uma carta para a Fifa 'estranhando' porque o árbitro não quis usar o VAR. Na prática será inútiil

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

A CBF decidiu cobrar a Fifa pelo juiz não usar o VAR. Por carta
A CBF decidiu cobrar a Fifa pelo juiz não usar o VAR. Por carta A CBF decidiu cobrar a Fifa pelo juiz não usar o VAR. Por carta

Sochi, Rússia.

Uma cortina de fumaça para a péssima atuação contra a Rússia.

E de também dar satisfação aos revoltados jogadores da Seleção.

Esses foram os motivos que levaram a CBF a anunciar para os jornalistas em Sochi. A entidade mandará uma carta para a FIFA 'para manifestar estranheza", pelo não uso do VAR, no gol da Suíça e em um suposto pênalti em Gabriel Jesus.

Publicidade

"O lance do Miranda foi muito claro. E não estou justificando o resultado", disse Edu. Ele também tentou deixar claro que a CBF não consegue entender os critérios do uso do VAR.

Na verdade, a regulamentação do árbitro de vídeo já foi passada para todas as federações e confederações que estão sob o jugo da Fifa. Só em lances de pênalti, impedimento, agressões que o árbitro quiser. Ou for alertado pelos outros árbitros que acompanham as imagens de televisão.

Publicidade

Esse desconhecimento da CBF é estranho.

Na verdade, a entidade na prática não pode fazer nada. Não tem poder para vetar o árbitro César Ramos, por exemplo. A Fifa não dá esse poder para nenhum país. Há sempre o bom senso e o mexicano não deverá mais trabalhar em jogos do Brasil na Copa.

Publicidade

A postura de Edu Gaspar foi também uma satisfação pública aos jogadores da Seleção. Eles querem se sentir amparados contra o que consideram um erro absurdo.

"Nós insistimos com o maior respeito. Pedimos para que o árbitro ao menos olhasse o telão. Mas ele não quis. Se olhasse veria que o Miranda foi empurrado (por Zuber, autor do gol)", reclamava Paulinho.

O máximo que o Brasil poderia fazer, fez.

Avisar que mandará uma carta para "manifestar estranheza".

O efeito prático qualquer funcionário da CBF sabe.

É nenhum.

A Fifa aprovou a arbitragem do mexicano.

E a única coisa que fez foi cobrar a adminstração da arena Rostov.

Por permitir que os torcedores vissem o replay do lance.

Nao poderão mais nas próximas partidas disputadas no estádio...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.