Blog do Nicola Venda de ponta do Palmeiras resolve o ano de clube paulista

Venda de ponta do Palmeiras resolve o ano de clube paulista

Kevin foi vendido ao Shakhtar Donetsk e valeu um caminhão de dinheiro para o Desportivo Brasil

Kevin foi formado no Desportivo Brasil e ganhou destaque no Palmeiras antes de ser vendido ao Shakhtar

Kevin foi formado no Desportivo Brasil e ganhou destaque no Palmeiras antes de ser vendido ao Shakhtar

Cesar Greco/Pameiras

Kevin não é mais jogador do Palmeiras. O atacante foi vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por 12 milhões de euros, em negócio que transformou a temporada do Desportivo Brasil. O clube do interior paulista, responsável pela formação do ponta, vai embolsar aproximadamente 4,5 milhões de euros ou R$ 23,9 milhões pela transferência.

Antes do martelo batido com o Shakhtar, o Palmeiras havia acertado a compra de 20% dos direitos de Kevin junto ao Desportivo Brasil por 1,5 milhão de euros. O DB ainda ficou com mais 3 milhões de euros pela venda de outros 30% para o time ucraniano, e manteve mais 30% de olho numa transferência futura.

Vale lembrar que, apesar de a saída de Kevin ter sido assinada por 12 milhões de euros, o pagamento de comissões e impostos fará com que restem a Palmeiras e Desportivo Brasil aproximadamente 10 milhões de euros.

Outra curiosidade: o Desportivo Brasil chegou a recusar várias outras propostas do Palmeiras, em janelas anteriores, por parte de seus 70%. A primeira das ofertas por 20% foi de R$ 800 mil. No acordo entre os clubes, o repasse de tal percentual rendeu quase R$ 8 milhões.

Ao garantir os R$ 23,9 milhões, o Desportivo Brasil bate a meta de receitas para toda a temporada com apenas 12 dias de 2024. É mais uma prova de que o projeto do clube, que tem Marcelo Lima como CEO e pertence aos chineses do Shandong Taishan, é sustentável.

Hoje, o DB conta com 90 atletas na base e outros 25 no profissional. Recentemente, o time havia vendido o volante Madruga e o meia-atacante David Braga. Em breve, outros grandes negócios devem assegurar a entrada de muitos milhões de reais. É que o DB tem 20% dos direitos de Maurício, do Internacional, e 12,5% em relação a Rodrigo Muniz, do Fulham. Isso sem falar em 40% dos direitos de Ederson, que viraram uma disputa judicial com o Cruzeiro - o volante da Atalanta é especulado no Manchester United.

Dentro de campo, o Desportivo Brasil tem como melhores resultados recentes a quinta colocação na Série A-3 do Paulista do ano passado e a chegada às oitavas de final da Copa São Paulo de juniores de 2022.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas