Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Blog do Nicola
Publicidade

São Paulo responde se Jorge, que acaba de ser dispensado pelo Palmeiras, interessa

Lateral-esquerdo tem sido especulado como possível reforço tricolor depois de ficar livre no mercado brasileiro

Blog do Nicola|Do R7 e Jorge Nicola

Jorge deixou o Palmeiras nesta quinta-feira, após rescisão amigável do contrato
Jorge deixou o Palmeiras nesta quinta-feira, após rescisão amigável do contrato Jorge deixou o Palmeiras nesta quinta-feira, após rescisão amigável do contrato (Cesar Greco/Pameiras)

Terminou nesta quinta-feira (09) a primeira janela de inscrições do futebol brasileiro, mas o São Paulo ainda está atrás de um lateral-esquerdo. Após a notícia de que Jorge e Palmeiras rescindiram o contrato, a pergunta de quase todos os são-paulinos é se o jogador pode pintar no Morumbi. "Nunca discutimos esse nome", afirma um dirigente importante do Tricolor.

Outra pessoa consultada dentro do departamento de futebol do São Paulo acrescenta um ponto extremamente importante: apesar de estar livre — e, por conta disso, liberado para ser inscrito a qualquer momento — Jorge tem como empresário Eduardo Uram, que se tornou persona non grata no clube.

Vale lembrar que foi Uram que intermediou a ida de Caio Paulista para o Palmeiras, depois de chegar a um acordo verbal com o São Paulo, na virada do ano. "O Jorge já era um alvo. Com essa questão do empresário dele, então, vira carta fora do baralho", justifica a fonte.

Para completar, o jogador de 28 anos convive com enormes problemas físicos. Tanto que foi devolvido pelo Santos ao Palmeiras nesta semana sem nem sequer ter estreado. Na temporada passada, foram apenas quatro partidas pelo Fluminense, até uma lesão grave no joelho. Sua última partida, inclusive, se deu há mais de um ano, no dia 5 de fevereiro de 2023.

Vale lembrar que Jorge tinha contrato com o Palmeiras até dezembro de 2025, mas chegou a acordo para a rescisão amigável com o clube. O Verdão se comprometeu a pagar parte de seus vencimentos pelos próximos 21 meses. O valor, porém, não foi revelado.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.