Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Blog do Nicola
Publicidade

São Paulo quer vender James e promete facilitar negociação

Tricolor não vai admitir publicamente, mas já procura interessados no colombiano, que ficou de fora até do banco pela 2ª vez seguida

Blog do Nicola|Jorge NicolaOpens in new window

Nem no banco de reservas Zubeldia deixou James de fora da relação de atletas pela 2ª partida seguida

A passagem de James Rodríguez pelo São Paulo deve terminar em julho. Diretoria e comissão técnica do Tricolor entendem que o melhor cenário é negociar o meia colombiano na metade do ano, ainda que a transferência não renda qualquer centavo.

O Tricolor, inclusive, discute a possibilidade de bancar parte dos salários para se livrar de James no segundo semestre. O veterano ganha R$ 1,5 milhão por mês e já havia cogitado buscar outro clube em fevereiro, sem sucesso. James e Lucas Moura são donos dos maiores vencimentos no Morumbis.

Novo técnico do São Paulo, Luis Zubeldia não relacionou James nem sequer para o banco de reservas pela segunda partida consecutiva - o colombiano havia ficado de fora da viagem para Salvador, palco do jogo contra o Vitória, no domingo, e também não embarcou para o Chile, onde o Tricolor enfrenta o Cobresal nesta quarta-feira.

Nos dois casos, por opção do treinador argentino, que entende ter melhores opções no elenco. Desde que Zubeldia chegou, James só atuou nos cinco minutos finais do empate com o Palmeiras em 0 a 0.

Publicidade

Incompatibilidade: A dificuldade de James em jogar no São Paulo tem tudo a ver com o aspecto físico. O colombiano alega não ser capaz de fazer dois treinos seguidos com intensidade, sob o risco de se machucar.

James prefere se poupar nos treinamentos para estar bem nas partidas. Mas Zubeldia não concorda com tal situação e entende que falta ao atleta intensidade em campo, até pela carga leve de atividades ao longo da semana.

Publicidade

Vale lembrar que James chegou a pedir para rescindir o contrato no início do ano. Ele voltou atrás e acabou reintegrado depois de perceber que não se empregaria rapidamente. Seu vínculo com o Tricolor só se encerra na metade do ano que vem.


Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.