Blog do Nicola Rebaixado, Santos paga salários gigantes a vários atletas

Rebaixado, Santos paga salários gigantes a vários atletas

Morelos, Soteldo, Mendoza, Lucas Lima, Jean Lucas e até João Paulo são alguns dos mais bem pagos do elenco santista

Morelos ganha R$ 900 mil por mês e é dono do maior salário no Santos

Morelos ganha R$ 900 mil por mês e é dono do maior salário no Santos

Ivan Storti/Santos

Entre os times rebaixados para a Série B, o Santos era de longe aquele com a maior folha salarial. Na metade do ano, preocupado com o descenso, o presidente Andrés Rueda abriu os cofres e contratou diversos atletas, que fizeram o custo mensal do Peixe bater na casa dos R$ 12 milhões por mês. O mais bem pago é o colombiano Alfredo Morelos, que só esteve em campo três vezes e ganha R$ 900 mil mensais.

Os valores incluem salários, direitos de imagem e luvas, como são chamados os prêmios pela assinatura do contrato. Um dos principais nomes do elenco do Peixe, Jean Lucas fatura na casa dos R$ 800 mil por mês.

Um pouco abaixo aparece Soteldo, com vencimentos de R$ 750 mil. Mendoza ganha R$ 650 mil, seguido por Lucas Lima, com R$ 500 mil. O goleiro João Paulo, bastante assediado por clubes brasileiros nas últimas janelas, conseguiu aumentos e alcançou R$ 480 mil. O venezuelano Rincón e o argentino Furch embolsam R$ 400 mil cada um. Já Marcos Leonardo ganha R$ 250 mil.

É improvável que esses nove jogadores continuem na Vila Belmiro em 2024. Diante da perda de milhões de reais em receita, o Peixe terá de fazer uma enorme reformulação. Antes, porém, a preocupação é com o salário de dezembro, férias e 13º. 

Apesar de ter adiantado R$ 30 milhões de cotas do ano que vem, o presidente Andrés Rueda enviou mensagem aos atletas onde alegou não ter dinheiro para cumprir tais pagamentos. No texto, ele ainda alega que o estatuto do Peixe o impede de usar seu próprio dinheiro para zerar as pendências, como ocorreu em outras situações durante sua gestão.

Confira os clubes que vivem os maiores jejuns do Brasileirão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas