Blog do Nicola Majestoso vale no mínimo R$ 30 milhões para São Paulo e Corinthians

Majestoso vale no mínimo R$ 30 milhões para São Paulo e Corinthians

Vencedor do confronto no Morumbi garante no mínimo o vice-campeonato da Copa do Brasil; prêmio pelo título é de R$ 70 milhões

Corinthians venceu na ida por 2 a 1 e joga por um empate no Morumbi; vitória tricolor por um gol leva a decisão para os pênaltis

Corinthians venceu na ida por 2 a 1 e joga por um empate no Morumbi; vitória tricolor por um gol leva a decisão para os pênaltis

Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo e Corinthians fazem um jogo muito importante a partir das 19h30 desta quarta-feira (16). Além da vaga na final da Copa do Brasil e a chance real do primeiro título em 2023, há a rivalidade em jogo e bastante dinheiro envolvido. Bastante mesmo! É que o vice-campeão terá direito a um prêmio da CBF de R$ 30 milhões.

Agora, se o São Paulo ou o Corinthians ficar com a taça, a bonificação sobe para incríveis R$ 70 milhões. Isso sem falar em bilheteria. Tanto o Tricolor quanto o Timão embolsariam no mínimo R$ 4 milhões livres de impostos com os ingressos para o jogo como mandante.

Além de todo esse dinheiro, o título da Copa do Brasil hoje cairia bem demais para os rivais paulistas. O São Paulo só ganhou um Paulistão desde 2012 — em 2021, sob o comando de Hernan Crespo. Já o Corinthians não conquistou nenhum campeonato no mandato de Duilio Monteiro Alves. Dessa maneira, ele pode se tornar o primeiro presidente corintiano sem um título desde a década de 1980.

A partir do primeiro duelo, que terminou com vitória alvinegra por 2 a 1, na Neo Química Arena, muita coisa aconteceu. O São Paulo contratou e inscreveu Lucas Moura e James Rodríguez, enquanto o Corinthians vendeu Róger Guedes, seu jogador mais decisivo, para o Catar. Ainda assim, o Timão ostenta uma sequência de 11 partidas sem derrota, com 8 vitórias e 3 empates.

Para esta quarta-feira, a expectativa é de recorde de público e renda no Morumbi em 2023. O maior número de torcedores foi contabilizado na goleada contra o Santos por 4 a 1, diante de 58.127 pessoas. Já o recorde de receita é do duelo de quartas de final da Copa do Brasil contra o Palmeiras, com R$ 4,1 milhões brutos.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas