Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Blog do Nicola
Publicidade

Maior desafeto de Dudu no Palmeiras é Leila Pereira

Presidente alviverde e atacante viraram inimigos durante a renovação do atual contrato, que foi anunciada no fim do ano de 2022

Blog do Nicola|Jorge NicolaOpens in new window


Relação entre Leila Pereira e Dudu azedou na discussão de renovação de contrato Fabio Menotti/Palmeiras

Que Dudu e Abel Ferreira não têm um bom relacionamento, isso é público. Mas o grande problema do atacante no Palmeiras atende pelo nome de Leila Pereira. A relação com a presidente alviverde é ruim desde a renovação do atual contrato, assinada no fim de 2022. O blog apurou com um amigo de Dudu que Leila se transformou em meio à conturbada discussão para a extensão do vínculo.

Na oportunidade, Dudu estava a um ano de sair de graça do Palmeiras. O atacante e a presidente divergiam sobre quase tudo: salário, tempo de contrato, bônus… Em determinado momento, Dudu chegou a declarar publicamente que sua permanência só dependia de uma pessoa: Leila Pereira.

Foi o suficiente para que algumas centenas de torcedores do Palmeiras invadissem as redes sociais da presidente com xingamentos, ameaças e similares. Até em suas aparições públicas, Leila sofria com cobranças dos palmeirenses.

No fim, Dudu conseguiu manter seu salário de R$ 2,1 milhões por mês — o maior do país entre atletas — e estendeu o vínculo até dezembro de 2025, com prorrogação automática por mais uma temporada caso dispute 50% dos jogos no ano que vem. Os bônus são pagos por títulos.

Publicidade

Durante os dez meses em que esteve afastado, por causa de uma lesão séria no joelho, Dudu embolsou aproximadamente R$ 30 milhões. Foram R$ 21 milhões em salários e o restante como prêmio pelas taças do Brasileirão de 2023 e do Paulistão de 2024.

Na última segunda-feira, enquanto Dudu se decidia sobre trocar o Palmeiras pelo Cruzeiro, Leila concedeu entrevista ao SporTV afirmando que o ciclo do atacante já havia acabado. Ela ainda lembrou que o jogador estava pedindo para ser negociado pela segunda vez, citando a saída por empréstimo para o Al Duhail, em 2020.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.