Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Blog do Nicola
Publicidade

Demissão de Rubão pode iniciar pedido de impeachment de Augusto Melo no Corinthians

Oposição só espera pela dispensa do diretor de futebol para começar movimento que tentará tirar Augusto Melo da presidência

Blog do Nicola|Jorge NicolaOpens in new window

Augusto Melo pressionado Presidente do Corinthians vem sendo cobrado pela falta de resultados do time em campo e da briga com Rubão

Rubens Gomes, mais conhecido como Rubão, deve ser demitido do cargo de diretor de futebol do Corinthians nesta semana. E a oposição ao presidente Augusto Melo só espera por este movimento para dar início a um processo que tem como objetivo o impeachment do presidente.

O caminho: se unir a Rubão, que esteve ao lado de Augusto nos últimos seis anos e sabe de todos os prós e contras do atual mandatário alvinegro.

Andrés Sanchez e companhia já têm, inclusive, uma suspeita contra Augusto: a empresa indicada pelo presidente para receber a comissão de R$ 25,2 milhões pelo contrato de patrocínio da Vaidebet — o acordo por 36 meses vai render ao Timão R$ 360 milhões.

A Gazeta Esportiva.Net descobriu que a empresa citada como intermediária do negócio é a Rede Social Media Design LTDA, que está registrada como empresa de pequeno porte, com capital social de R$ 10 mil, com data de abertura em 27 de janeiro de 2021. A sede da empresa é uma casa, que fica no Alto de Pinheiros, em São Paulo.

Publicidade

O sócio-administrador da Rede Social Media Design LTDA é Alex Fernando André, também conhecido como Alex Cassundé. Alex foi inserido na equipe de campanha de Augusto Melo durante período eleitoral do clube, por indicação de Sérgio Moura, atual superintendente de marketing do Corinthians.

Rubão racha situação: Augusto Melo foi eleito presidente no fim do ano passado com enorme participação de Rubens Gomes. O conselheiro foi responsável por aglutinar diversos grupos políticos que se tornaram oposição ao longo dos 16 anos de gestão de Andrés, Mario Gobbi, Duílio Monteiro Alves e Roberto de Andrade.

Publicidade

Rubão foi tão importante na eleição de Augusto que ganhou o cargo mais desejado de todos os conselheiros: o departamento de futebol. Mas, logo na primeira semana de gestão, diretor e presidente racharam.

Há quem diga que o rompimento se deu porque Augusto se incomodou com alguns dos reforços contratados por Rubão em janeiro. Já as pessoas próximas de Rubão asseguram que eles se afastaram depois que o diretor descobriu atitudes irregulares do presidente, incluindo o acordo com a Vaidebet.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.