Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Blog do Nicola
Publicidade

Corinthians e Flamengo de olho em lateral do São Paulo

Welington tem contrato com o Tricolor apenas até o fim de 2024 e já foi sondado por dirigentes dos dois rivais

Blog do Nicola|Do R7 e Jorge Nicola

Welington não pretende renovar seu contrato com o São Paulo

O São Paulo está correndo o risco de perder o lateral-esquerdo Welington de graça. E pior: para um rival. O blog apurou que Corinthians e Flamengo já entraram em contato com o staff do jogador, de 22 anos, para demonstrar a intenção de assinar um pré-contrato a partir de julho do ano que vem — seu vínculo com o Tricolor se encerra seis meses depois.

Welington quase foi vendido para o CSKA, da Rússia, em setembro, em negócio de US$ 8 milhões. O motivo de a transação ter sido desfeita não foi revelado até hoje. Oficialmente, a janela na Rússia fechou antes de toda a documentação do atleta ser registrada.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

É pequena a chance de o São Paulo prorrogar o vínculo de Welington, para não perdê-lo de graça. O lateral receberia praticamente R$ 1 milhão por mês entre salários, direitos de imagem e luvas, se tivesse se mudado para o CSKA. E vai exigir uma compensação financeira próxima para estender o vínculo.

Publicidade

O último alento tricolor é uma transferência para o CKSA em janeiro. O clube russo prometeu nova investida na abertura da janela, a partir de 2024. Mas, certamente, com números inferiores aos US$ 8 milhões acertados no mês passado, até porque Welington estará mais perto do fim do vínculo.

Vale lembrar que Welington tem sido reserva de Caio Paulista durante quase toda a temporada. Nesta semana, inclusive, o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, assegurou que Caio Paulista será comprado do Fluminense, em negócio de R$ 20 milhões. 

Flamengo tem a folha salarial mais alta do Brasil; confira o top sete

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.