Esportes Presidente da Chapecoense lamenta dificuldades financeiras: 'Buscando reforços'

Presidente da Chapecoense lamenta dificuldades financeiras: 'Buscando reforços'

Derrotada em casa pelo Bahia, a Chapecoense segue sem vencer sob o comando do técnico Jair Ventura e continua sem vitória em nove rodadas do Campeonato Brasileiro. Resultado: vice-lanterna com apenas quatro pontos. Com a pressão cada vez mais alta, o presidente Gilson Sbeghen se sentiu na obrigação de dar um parecer aos torcedores. Ele lamentou as dificuldades financeiras, mas garantiu a busca por reforços.

"Foram mapeados vários atletas. Pela questão financeira, perdemos para clubes com poder financeiro maior. Tivemos alguns percalços pelo caminho, que estamos tentando sanar agora. Estamos buscando reforços", explicou o mandatário, que ainda pediu o apoio da torcida.

"Quero dizer para a torcida que não deixe de acreditar e apoiar. Os resultados vão acontecer. Foi feito um planejamento após a conquista da Série B. Todo mundo sabe das nossas dificuldades financeiras e orçamentárias. Fizemos essa estratégia para deixar mais para frente as contratações", completou.

A Chapecoense não vence há nove jogos, sendo quatro empates e cinco derrotas. O último triunfo foi em 2 de junho ainda pela Copa do Brasil. O clube catarinense está dois pontos à frente do lanterna Grêmio e dois atrás do Sport, primeiro rival fora da zona de descenso. E os rivais do próprio Brasileirão podem ser a saída para a equipe ter novas peças nas próximas rodadas.

"Temos um bom trânsito com os times brasileiros. Nossa dificuldade, desde o início, foi a restrição financeira. Não é novidade para ninguém. Nosso relacionamento com os outros clubes é bom, trouxemos alguns atletas com a parceria com clubes", explicou Mano Dal Piva, vice-presidente da Chapecoense.

Sem muito tempo para lamentar, a Chapecoense voltará a campo nesta quinta-feira, às 21 horas, quando receberá o Corinthians na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 10.ª rodada. E Jair Ventura sabe muito bem o que precisa ser feito.

"Não adianta eu dar desculpas de treinos e viagens. Sabemos que temos que vencer. No futebol o que vale é o resultado. Para o torcedor, já está sendo repetitivo minhas falas pós-jogos. Temos que falar em vitória. Não tem outro caminho para o objetivo de permanecer na Série A. Ninguém está satisfeito. Temos que fazer algo a mais e esse algo a mais vai ser feito", resumiu.

Últimas