Esportes Prefeitura de Mangaratiba alega que não pode atuar contra festa de Neymar, MP diz estudar medidas

Prefeitura de Mangaratiba alega que não pode atuar contra festa de Neymar, MP diz estudar medidas

GENTE-NEYMAR-FESTA-MANGARATIBA:Prefeitura de Mangaratiba alega que não pode atuar contra festa de Neymar, MP diz estudar medidas

Reuters - Esportes

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - A Prefeitura de Mangaratiba, cidade do Rio de Janeiro onde o atacante Neymar dará uma festa de fim de ano para 150 pessoas, informou em nota enviada à Reuters nesta quarta-feira que não tem competência para legislar sobre eventos privados, ao mesmo tempo que afirmou que a não realização de eventos "é uma questão de responsabilidade social e bom senso do cidadão diante a pandemia".

O astro do Paris St Germain e da seleção brasileira tem sido alvo de críticas após informações sobre a festa que organiza na cidade fluminense, com previsão de 150 participantes e duração de vários dias, em um momento em que a pandemia de Covid-19 volta a ganhar força no Brasil.

Segundo a nota da Prefeitura de Mangaratiba, os decretos em vigor no município relacionados ao controle da pandemia "atingem diretamente o uso do solo público e de áreas sob concessão, a exemplo de comércios, orlas e praças". Em caso de celebração de fim de ano em propriedade particular, a prefeitura orienta que se respeitem os protocolos de prevenção contra a Covid-19, "como a não realização de aglomerações", entre outros.

O Ministério Público do Rio de Janeiro afirmou, também em nota enviada à Reuters nesta quarta-feira, que a Polícia Militar deverá atuar de acordo com as regras estabelecidas pelo município e que "está analisando as representações encaminhadas para adoção das medidas eventualmente cabíveis".

Procurada, a assessoria de imprensa do jogador não se manifestou de imediato.

A doença já matou mais de 192 mil pessoas no país e autoridades de saúde têm alertado que aglomerações realizadas durante as festas de fim de ano podem agravar ainda mais o quadro. Somente na terça-feira, o Ministério da Saúde registrou 1.111 novas mortes no Brasil pela Covid-19.

Inicialmente, relatos na imprensa davam conta que a festa de Neymar teria 500 convidados, mas a informação foi negada em nota na segunda-feira pela Agência Fábrica, que organiza o evento.

A agência disse que a festa terá 150 convidados e que estará sujeita a regras rígidas de saúde para tentar evitar a disseminação da Covid-19.

"A realização do evento se dá cumprindo todas as normas sanitárias determinadas pelos órgãos públicos", afirmou a Agência Fábrica em nota.

O evento é privado e todas as licenças dos órgãos competentes foram obtidas, acrescentou.

Últimas