Esportes Por evolução na Série B, Cruzeiro planeja derrubar tabus diante do CSA

Por evolução na Série B, Cruzeiro planeja derrubar tabus diante do CSA

Animado pela vitória de virada sobre o Vasco (2 a 1), o Cruzeiro terá que derrubar tabus neste domingo, às 20h30, contra o CSA no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), se quiser manter a evolução na Série B do Campeonato Brasileiro.

Desde que foi rebaixado para a divisão, o clube mineiro não venceu rivais alagoanos e também não conseguiu triunfar na capital nordestina. No ano passado, o Cruzeiro empatou com CRB e CSA por 1 a 1 em Belo Horizonte. Em Maceió, o CSA venceu por 3 a 1 e o CRB segurou o 0 a 0. Já na atual temporada, o CRB fez 4 a 3 nos mineiros em BH.

Além de derrubar os tabus, o Cruzeiro pretende subir mais alguns degraus depois de ter chegado aos sete pontos. O CSA, que folgou na rodada passada, não perde há dois jogos e soma cinco pontos.

No Cruzeiro, o técnico Mozart Santos não terá o zagueiro Paulo, expulso na rodada passada. Weverton, que volta de suspensão, deve assumir a vaga, uma vez que Eduardo Brock segue com lesão na coxa esquerda. Para o setor, o Cruzeiro ainda ganhou o reforço do experiente Rhodolfo. Mesmo estando no BID, ele não irá estrear.

Antes do zagueiro, o clube mineiro também acertou com o lateral-direito Norberto, o lateral-esquerdo Jean Victor, além dos atacantes Keké e Wellington Nem. "(Tenho que) Pensar no CSA porque domingo temos um jogo bem duro", lembrou Mozart Santos.

Por decisão do departamento físico, o veterano Rafael Sóbis será poupado deste jogo. Para seu lugar está escalado Guilherme Bissoli.

No CSA, o técnico Bruno Pivetti terá força máxima, uma vez que não tem jogadores suspensos e nem lesionados. Os exames de Covid-19 também deram negativo. Pivetti ainda ganhou o reforço do lateral-direito Ewerthon, de 20 anos, contratado junto ao Sport. Ele já está regularizado e fica à disposição. O volante Yuri e o meia Renato Cajá também foram regularizados e podem jogar.

Últimas