Esportes Polícia investiga chute de Vieira em torcedor e invasão após vitória do Everton

Polícia investiga chute de Vieira em torcedor e invasão após vitória do Everton

A virada por 3 a 2 do Everton sobre o Crystal Palace, com direito a gol do brasileiro Richarlison, na quinta-feira, terminou com invasão de gramado e uma agressão cometida pelo ex-volante Patrick Vieira, técnico do Palace, contra um torcedor. Tais episódios preocuparam as autoridades britânicas, por isso a polícia e a Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) abriram investigações para apurar os fatos.

O gramado do Goodison Park foi invadido em um momento de euforia, já que o resultado livrou o time de Liverpool do rebaixamento, mas, aparentemente, nem todos os invasores estavam dedicados apenas a celebrar. Um deles teria insultado Vieira, que, como é possível ver em um vídeo gravado no estádio, revidou chutando o autor do insulto.

Frank Lampard, treinador do Everton, falou sobre o ocorrido depois da partida e disse "sentir muito por Patrick", mas defendeu o direito de torcedores invadirem o campo. "Foi pura alegria dos torcedores que entraram no gramado depois de evitar o rebaixamento. Se for feito da maneira correta, temos que deixá-los ficar em campo, terem o momento deles", afirmou o ex-meio-campista.

A polícia de Merseyside afirmou que está trabalhando com o Everton para juntar as imagens da confusão e ouvir testemunhas. Alinhada às forças de segurança, a FA adotou um tom duro ao comentar o assunto, pois episódios desse tipo têm se repetido com frequência no futebol inglês.

"Os clubes desempenham um papel vital na resolução deste problema e eles precisam evitar que invasões de campo ocorram, bem como tomar sua própria ação contra aqueles que quebram as regras e a lei", disse a FA em comunicado divulgado nesta sexta-feira. "Estamos bastante preocupados com o crescimento de comportamento antissocial de torcedores neste final de temporada. Essas ações estão colocando jogadores e torcedores em grande risco", completou.

Na última terça-feira, em outra invasão de gramado, um torcedor do Nottingham Forest agrediu Billy Sharp, jogador do Sheffield United, ao fim do playoff semifinal de acesso à primeira divisão inglesa. Também nesta semana, na quarta divisão da Inglaterra, outro invasor de campo empurrou um atleta do Mansfield, um dia antes de o técnico do Swindon, Ben Garner, relatar que seus jogadores foram vítimas de agressões físicas e verbais.

Últimas