Piloto português Paulo Gonçalves morre em etapa do rali Dacar

Ele sofreu um acidente com sua moto no quilômetro 263 do trecho entre Riad e Wadi Al Dawasir, na Arábia Saudita, neste domingo

Paulo Gonçalves tinha 40 anos

Paulo Gonçalves tinha 40 anos

Reprodução/Instagram

O piloto português Paulo Gonçalves, da equipe Hero, morreu neste domingo (12) durante a sétima etapa do rali Dacar, de acordo com informações dos organizadores da competição.

Gonçalves, de 40 anos, sofreu um acidente com sua moto no quilômetro 263 da etapa entre Riad e Wadi Al Dawasir (Arábia Saudita), que teve a maior extensão cronometrada de todo o rali, com um total de 546 quilômetros de competição.

O português participava de seu 13º Dacar, onde em 2015 ficou com o vice-campeonato, seu melhor resultado na competição.

O piloto estava inconsciente e teve uma parada cardiorrespiratória quando um helicóptero da organização do Dacar veio em seu socorro.

Os médicos da prova tentaram reanimar o piloto ainda no local do acidente, mas sem sucesso. Em seguida, levaram Paulo Gonçalves para o hospital Layla, na região de Riad, onde sua morte foi confirmada.

Um dos pilotos que parou para ajudar o motociclista ferido foi o australiano Toby Price, da KTM, o último campeão do Dacar e o terceiro na classificação geral da edição atual.

Price estava entre os pilotos que realizavam os melhores horários do dia nos primeiros setores da etapa, mas optou por parar ao encontrar Gonçalves deitado na estrada.

Além do segundo lugar no pódio do Daca em 2015, o piloto português terminou o rali entre os dez primeiros em outras três edições.

É a primeira morte de um participante do Dacar em cinco anos, desde que o motociclista polonês Michal Hernik morreu de desidratação.

Neymar faz 2, Juventus lidera, City goleira; veja rodada na Europa