Esportes Perto do bronze em Tóquio, Titoneli promete voltar com foco total em Paris-2024

Perto do bronze em Tóquio, Titoneli promete voltar com foco total em Paris-2024

Milena Titoneli ficou muito perto de conquistar a medalha de bronze na categoria até 67kg do tae kwon do nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Nesta segunda-feira, a brasileira de 22 anos foi derrotada pela marfinense Ruth Gbagbi por 12 a 8, na disputa pelo terceiro lugar da competição, na Makuhari Messe Hall. Ela tentava igualar o melhor resultado do País na modalidade, depois dos bronzes de Natália Falavigna, em Pequim-2008, e Maicon Andrade, no Rio-2016.

"Esses Jogos foram de muita superação para mim. Chegar aqui para mim já é uma grande vitória. Tive que vencer muita coisa para estar aqui. Apesar de ter perdido, estou muito feliz. Queria muito essa medalha e eu poderia ter ganhado. Não perdi porque as adversárias eram muito melhores do que eu. Lutei de igual para igual com todas e elas tiveram os seus méritos, foram superiores", analisou Milena.

A brasileira começou o dia com uma vitória contra a jordaniana Julyana Al-Sadeq e, a seguir, sofreu o revés para a croata Matea Jelic, líder do ranking mundial. Com a chegada da adversária à final, Milena se classificou para a repescagem. Contra a jovem de 17 anos Lauren Lee, do Haiti, foi avassaladora e nem deu chances para a adversária. Na disputa do bronze, manteve o equilíbrio até o último round, quando Ruth aplicou dois golpes certeiros e se distanciou no marcador.

Agora, Milena passará por um período de descanso, mas promete voltar com foco total na preparação para os Jogos Olímpicos de Paris-2024. "Com certeza eu saio daqui com gostinho de quero mais. Tenho uma nova equipe, com pessoas novas e estou muito feliz, com vontade de continuar. Eu me sinto com uma fênix, que renasce das cinzas. Então, podem ter certeza de que em 2024 eu vou dar o meu máximo. Vou voltar mais forte", projetou.

Últimas