Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Pan - Conexão Chile
Publicidade

Erro na distância faz com que 12 atletas quebrem recorde mundial na marcha atlética do Pan

Os tempos acabaram sendo anulados, mas as medalhas foram mantidas

Pan-Americanos|Do Live BR, de Santiago (Chile)


Prova da marcha atlética feminina foi marcada por erro de medição
Prova da marcha atlética feminina foi marcada por erro de medição

Um erro da organização dos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile, fez 12 atletas quebrarem o recorde mundial da marcha atlética de 20km do feminino.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

A prova realizada neste domingo (29) tinha um trajeto 3,8km menor do que os 20km. Por isso, todos os tempos obtidos na prova foram anulados.

Leia também

"Em relação à prova de marcha atlética feminina disputada hoje no Parque O´Higgins, informamos que, devido a um problema de medição, responsabilidade exclusiva da Associação Panamericana de Atletismo (APA), os tempos obtidos na prova foram anulados", disse a organização dos Jogos Pan-Americanos em nota oficial.

Publicidade

Medalhista de ouro, a peruana Kimberly Garcia fez a prova em 1h12min26s, quase 12 minutos a menos que o recorde mundial pertencente a chinesa Jiayu Yang. A equatoriana Glenda Morejón ficou com a prata e a também peruana Evelyn Inga foi bronze.

Entre as brasileiras que participaram da prova, Viviane Lyra terminou na quarta colocação e também teria batido o recorde mundial, assim como Gabriela Muniz, que foi a nona colocada.

"A gente controla muito o ritmo e a primeira volta já havia dado um tempo muito forte, um ritmo abaixo do que o masculino havia fazendo. Então, deu para ver que tinha alguma coisa estranha", comentou Viviane Lyra.

Por causa desse erro, a prova masculina acabou atrasando. Com a distância certa, o brasileiro Caio Bonfim conquistou a medalha de prata, ficando a apenas quatro segundos do equatoriano Alexander Hurtado.

Destaque da Colômbia no Pan, Daniel Ruiz é o 'novo James', com passagem pelo Brasil

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.