Esportes Olympiacos multa brasileiro e outros 2 atletas por presença em festa na Grécia

Olympiacos multa brasileiro e outros 2 atletas por presença em festa na Grécia

O Olympiacos anunciou nesta segunda-feira que vai multar três jogadores de seu elenco por terem participado de uma festa na noite do domingo, ignorando as medidas restritivas na Grécia em razão do novo coronavírus. O atacante brasileiro Bruno Felipe está entre os atletas punidos por violar o isolamento social.

Além de Bruno Felipe, o zagueiro português Rúben Semedo e o meio-campista sérvio Lazar Randelovic também estavam na festa. Segundo o clube grego, eles serão multados na "quantia máxima" permitida pelo regulamento da Olympiacos e o dinheiro será doado ao serviço de nacional de saúde do país.

Os jogadores, disse o clube, estavam entre um grupo de cerca de 30 pessoas que participaram de um evento privado em um hotel no centro de Atenas na noite de domingo, violando o lockdown de três semanas imposto na Grécia desde o último sábado e que proíbe aglomerações no país.

"Não respeitar as limitações impostas à nossa equipe por este motivo é inaceitável", afirmou o clube, que pediu para os atletas se desculparem pela conduta.

A polícia local informou que uma mulher de 24 anos foi presa por organizar o evento e multada em 3 mil euros (R$ 18 mil). Os participantes da festa também foram punidos e terão de pagar 300 euros (R$ 1800) por não terem usado a máscara de proteção contra a covid-19.

O porta-voz do governo, Stelios Petsas, ressaltou que a festa é um exemplo de "comportamento irresponsável" em um momento em que a Grécia continua a registrar aumento nos casos de coronavírus.

O Olympiacos não informou se, além da multa, os jogadores serão afastados por um ou mais jogos. O time grego receberá o Manchester City em duelo da quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, marcado para o dia 25 deste mês.

Últimas