Olimpíadas Torcer sem cair de sono! Veja como encarar a madrugada na Olimpíada

Torcer sem cair de sono! Veja como encarar a madrugada na Olimpíada

Organizar horários para dormir e evitar bebidas energéticas são algumas das dicas para torcer sem prejudicar a saúde

  • Olimpíadas | Hysa Conrado, do R7

Jogadoras da seleção brasileira de handebol em Tóquio

Jogadoras da seleção brasileira de handebol em Tóquio

Susana Vera/Reuters - 22.07.2021

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam oficialmente nesta sexta-feira (23) e, lá do outro lado do mundo, os atletas brasileiros contam com a nossa torcida. Por aqui, enfrentaremos um fuso horário com 12 horas de diferença (tá passada?!) e será preciso trocar o dia pela noite para acompanhar as disputas por uma medalha olímpica. 

A missão de encarar a madrugada parece difícil, mas alguns cuidados e estratégias podem ajudar os torcedores até o dia 8 de agosto, quando ocorre uma pausa nas competições antes da Paralimpíada, que começará no dia 24 de agosto. 

- Organize sua torcida

Atenção ao calendário dos jogos! As competições começam a partir das 21h no Brasil e em alguns dias podem seguir até às 10h. Saber quando haverá disputa das suas modalidades favoritas ajuda não só a torcer na hora certa, como a não perder nenhum segundo de sono.

A recomendação do neurologista Danillo Vilela é de dormir um pouco antes do início da competição. “Privar o sono todas as noites durante quase um mês com certeza vai prejudicar muito o funcionamento do corpo e pode ocasionar doenças. No geral, a pessoa deve tentar dormir antes da competição que ela quer acompanhar, ou dormir mais cedo”, explica.

- Reponha o sono

Até 8 de agosto tem muita emoção e sono pela frente. Por isso, a recomendação do neurologista é que durante os Jogos Olímpicos os torcedores organizem horários para repor o sono perdido durante a madrugada.

“Depois de assistir às competições, havendo a possibilidade, a pessoa deve tentar retomar esse sono. Não sendo possível, ela pode aproveitar alguns horários de descanso durante o dia para tirar alguns pequenos cochilos e tentar compensar a falha do sono que ficou pendente durante a noite”, orienta o especialista.

- Prefira o cházinho, dispense bebidas energéticas

É proibido cochilar? Não, por isso a recomendação do neurologista é de evitar o consumo de bebidas ou suplementos energéticos para ficar acordado. Vale apostar em um cházinho, como o chá verde ou mate, e curtir a Olimpíada de Tóquio sem colocar a saúde em risco.

“Os produtos ou compostos mais populares são os que contém altas doses de cafeína, que é um estimulante não só do sistema nervoso, mas também do sistema cardiovascular. [O consumo] pode ocasionar aumento da pressão arterial ou mesmo arritmias cardíacas, aumentando o risco para pessoas que já têm predisposição a doenças cardiovasculares como infarto ou mesmo AVC”, explica Vilela. 

- Invista em alimentos leves

Um olho na tela, outro na alimentação! Beliscar uma coisinha ou outra durante as partidas faz parte do ritual de assistir a uma Olimpíada, mas é importante investir em alimentos leves, como saladas, e evitar aqueles que contém gordura em excesso. Este cuidado é importante não apenas na madrugada, mas também durante as refeições do dia.

“Uma pessoa que privar o sono à noite deve evitar refeições mais pesadas durante o dia, porque isso pode ocasionar em mais sonolência e atrapalhar ainda mais o ciclo do sono, que já estará comprometido”, afirma o especialista.

Acompanhe a programação da Olimpíada de Tóquio:

Últimas