Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Sede do comitê organizador dos Jogos de Paris-2024 é alvo de operação contra corrupção

Apuração é a segunda feita no local em 2023, e presidente do comitê disse não aceitar comparações de corrupções com Rio 2016

Olimpíadas|Do R7


Primeira abordagem anticorrupção no local aconteceu em junho
Primeira abordagem anticorrupção no local aconteceu em junho

A sede do comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Paris 2024 foi alvo de buscas de uma operação contra corrupção executada por autoridades francesas na quarta-feira (18).

Foi a segunda ação do tipo que o local recebeu neste ano, após uma primeira abordagem em junho, em meio a suspeitas de favorecimento ilegal, conflito de interesses e utilização indevida de recursos na concessão de contratos comerciais.

A operação foi confirmada em nota oficial publicada pelo próprio comitê nesta quinta-feira. "Estamos cooperando completamente com a investigação, como nós sempre fizemos", diz o curto texto, no qual também está escrito que os oficiais "obtiveram todas as informações que foram requisitadas".

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

O foco da apuração são 20 contratos comerciais, de um total que chega a centenas, assinados pelos organizadores olímpicos em meio aos preparativos para a Olimpíada do ano que vem. Tony Estanguet, presidente do comitê, defendeu recentemente colegas que tiveram as casas revistadas. Além disso, disse não considerar concebível nenhuma comparação entre os preparativos atuais e os casos de corrupção identificados nas organizações dos Jogos de Tóquio, em 2021, e nos Jogos do Rio 2016.

A avaliação de Estanguet encontra apoio em Jean-François Bohnert, chefe da Procuradoria Nacional Financeira da França, que não vê indícios de um grande esquema criminoso. "Trata-se de favorecimento, obtenção ilegal de juro. É sobre como certos contratos foram distribuídos, os acordos... Mas não vejo quaisquer elementos, pelo menos não nessa fase, que possam levar a investigação para os casos mais graves de corrupção ou tráfico de influência", disse em entrevista à rádio RTL.

Daqui a um ano começam as Olimpíadas; veja sete coisas que só acontecerão em Paris 2024

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.