Olimpíadas LeBron James anuncia que não irá à Olimpíada de Tóquio

LeBron James anuncia que não irá à Olimpíada de Tóquio

Ele deu declaração após a derrota do Lakers para o Phoenix Suns (100-113), que deixou o atual campeão fora dos playoffs 

  • Olimpíadas | Da EFE

LeBron somou 29 pontos

LeBron somou 29 pontos

Andrew D. Bernstein/AFP/04-06-21

LeBron James, que não conseguiu evitar a eliminação do Los Angeles Lakers na primeira rodada dos playoffs da NBA, descartou sua participação nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 com os Estados Unidos, na quinta-feira (3).

Após a derrota do Lakers para o Phoenix Suns (100-113), que deixou o atual campeão fora dos playoffs na primeira rodada das disputas eliminatórias, James disse à mídia que se dedicará neste verão para recuperar seu tornozelo machucado.

O astro do basquete também brincou dizendo que, em vez de ir a Tóquio em 2020 para competir com a seleção dos Estados Unidos, ele usará os meses de verão jogando pelo time de "Space Jam: A New Legacy", a sequência de "Space Jam" (1996), que será lançado em julho com James como o protagonista, em vez de Michael Jordan.

O jogador somou 29 pontos, 9 rebotes e 7 assistências no sexto jogo da série contra o Phoenix Suns, que eliminou o Lakers (2-4) graças a um esmagador Devin Booker com 47 pontos e 11 rebotes.

A estrela do Lakers, que nunca havia perdido em um primeiro turno, parabenizou a equipe do Phoenix pelo seu "excelente" desempenho nesta eliminatória.

Ele também elogiou Booker, o aconselhando a continuar melhorando ainda mais dentro e fora da quadra.

Sem tirar os méritos do Suns, James lamentou que os atuais campeões da NBA foram incapazes de mostrar "todo o potencial" que valorizavam por causa de lesões.

James, que completa 37 anos em dezembro, disse que sua prioridade neste verão será descansar e fazer o que for preciso para voltar a pleno vapor na próxima temporada.

Ele também insistiu que será essencial para o Lakers que Anthony Davis possa retornar na próxima temporada sem os problemas físicos que o atormentaram nos últimos meses e que hoje lhe permitiram jogar apenas cinco minutos.

O naufrágio do Lakers

Embora o Suns tenha aparecido ao longo da série como uma equipe muito mais forte, o colapso do Lakers ainda é uma grande surpresa.

O time de roxo e dourado era o grandes candidato ao título no início da temporada e seu favoritismo só foi ameaçado quando o Brooklyn Nets anunciou a contratação de James Harden para acompanhar Kevin Durant e Kyrie Irving.

Depois de se proclamar campeão no ano passado, o Lakers avançou com ousadia no mercado e foi reforçado por jogadores altamente impactantes como Marc Gasol, Montrezl Harrell, Dennis Schroder e Wesley Matthews.

Mas a temporada foi uma provação para o Lakers.

Anthony Davis e LeBron James estiveram fora por semanas devido a uma lesão, Marc Gasol pegou o coronavírus, Andre Drummond chegou como uma contratação estelar em março, mas não atendeu às expectativas e, um final de temporada regular com muitos altos e baixos os condenou à repescagem ('play-in)' depois de terminar em sétimo na Conferência Oeste.

O Lakers esperava encontrar fôlego, recuperar seu tom físico e afiar sua química nos playoffs, mas o Suns o mandou para casa na primeira troca e com toda a justiça.

Brasil apresenta uniforme da delegação para Tóquio 2020

Últimas