Olimpíadas Equipe brasileira do revezamento 4x100m medley é desclassificada

Equipe brasileira do revezamento 4x100m medley é desclassificada

Na troca do estilo costas para o peito, Felipe Lima queimou por 0.08 segundo. Não fosse a punição, time iria para a final

  • Olimpíadas | Do R7

Momento em que a equipe brasileira descobre ter sido desclassificada

Momento em que a equipe brasileira descobre ter sido desclassificada

Marko Djurica/Reuters - 30.07.2021

A equipe brasileira dos 4x100 metros nado medley formada por Guilherme Guido, Felipe Lima, Vinicius Lanza e Marcelo Chierighini foi desclassificada, nesta sexta-feira (30), nas eliminatórias para a final dos Jogos de Tóquio. O erro, segundo a organização do torneio, ocorreu durante a transição do estilo costas para o peito. 

Felipe Lima reagiu com menos 0.08 e, conforme as regras da natação, o tempo na transição deve ser sempre positivo. Se não fosse a punição, o Brasil teria conseguido entrar na lista das oito melhores equipes para brigar por medalha por ter feito o mesmo tempo dos Estados Unidos, que ficou na sétima posição.

A Itália levou a melhor na eliminatória com o tempo de 3m30s02, seguida por Grã-Bretanha (3m31s47) e o Comitê Olímpico Russo (3m31s66). Completam a lista de finalistas China, Japão, Austrália, Estados Unidos e Canadá.

Outros resultados

Também hoje Bruno Fratus se classificou para a semifinal dos 50 metros nado livre. Na modalidade feminina da mesma prova, Etiene Medeiros conseguiu apenas a 8ª colocação (25s95) na sua série, o que não foi suficiente para figurar entre as 16 que avançaram para a semifinal. 

Já na prova mais longa da natação dos Jogos Olímpicos, Guilherme Costa, o Cachorrão, nadou para 15m01s18, ficou em 6º lugar e também acabou de fora da final.

Últimas