Olimpíadas Bruno Fratus se classifica para a semifinal dos 50 metros nado livre

Bruno Fratus se classifica para a semifinal dos 50 metros nado livre

Brasileiro fez o 4º tempo. Etiene (50m livre) e Guilherme Costa (1.500m livre) não avançaram. Revezamento foi desclassificado

  • Olimpíadas | Do R7

Bruno Fratus conseguiu o 4º lugar nos Jogos de Londres, em 2012, nos 50m livre

Bruno Fratus conseguiu o 4º lugar nos Jogos de Londres, em 2012, nos 50m livre

HOW HWEE YOUNG/EPA/EFE - 30.07.2021

O brasileiro Bruno Fratus se classificou, na manhã desta sexta-feira (30), para a semifinal dos 50 metros nado livre nos Jogos de Tóquio. Com 21s67 e a 1ª posição na sua série, ele conseguiu o 4º melhor tempo na classificação geral.

A melhor marca ficou com o norte-americano Caeleb Dressel, com 21s32, seguido pelo francês Florent Manaudou (21s65) e pelo grego Kristian Gkolomeev (21s66). 

Fratus é especialista na modalidade, conseguiu um 4º lugar em Londres 2012 e uma 6ª colocação em Rio 2016.  Em seu currículo, ele tem ainda quatro medalhas em Mundiais: três de pratas e uma de bronze (Kazan 2015, Budapeste 2017 e Gwangju 2019).

Etiene fora

Na modalidade feminina dos 50 metros nado livre, Etiene Medeiros conseguiu apenas a 8ª colocação (25s95) na sua série, o que não foi suficiente para figurar entre as 16 que avançaram para a semifinal. As eliminatórias foram vencidas pela australiana Emma Mckeon que, de quebra, bateu o recorde olímpico da prova com 24s02.

1.500m nado livre

Na prova mais longa da natação dos Jogos Olímpicos, Guilherme Costa, o Cachorrão, nadou para 15m01s18, ficou em 6º lugar e acabou de fora da final. As eliminatórias foram vencidas pelo ucraniano Mukhailo Romanchuk, 14m45s99, com o norte-americano Robert Finke (14m47s20) na segunda posição e o italiano Gregoria Paltrinieri (14m49s17) em terceiro. 

4x100m medley

Fechando a participação do Brasil no dia, a equipe formada por Guilherme Guido, Felipe Lima, Vinicius Lanza e Marcelo Chierighini foi desclassificada na prova dos 4x100 medley, junto com a Lituânia, por ter queimado a transição do estilo costas para o peito. O time do Brasil passaria à final com a oitava posição.

Últimas