Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Bia Haddad sente dores nas costas e abandona oitavas de Wimbledon em lágrimas

Brasileira enfrentava a atual campeã do torneio, Elena Rybakina, do Cazaquistão

Olimpíadas|Do R7, com Agência Estado


Bia Haddad sentiu fortes dores na região lombar
Bia Haddad sentiu fortes dores na região lombar

A brasileira Beatriz Haddad não resistiu às fortes dores nas costas e teve de abandonar as oitavas de final de Wimbledon, contra a atual campeã Elena Rybakina, do Cazaquistão, na manhã desta segunda-feira (10).

Ainda no primeiro set, ela sentiu as dores e, quando perdia por 3 games a 1, saiu de quadra para fazer fisioterapia. Voltou, tentou jogar, mas perdeu outro game, chegou a chorar na quadra central de Wimbledon e desistiu da partida. 

Leia também

Pisar na grama de Wimbledon hoje já foi um feito histórico, uma vez que o Brasil não tinha uma representante nas oitavas do Grand Slam londrino desde 1968, ano em que a lenda Maria Esther Bueno foi eliminada nesta fase.

Bia buscava quebrar outro tabu e se tornar a primeira a chegar às quartas desde Bueno, que foi vice-campeã em 1967. Se tivesse se classificado, a paulistana conseguiria uma posição inédita do tênis brasileiro na Era Aberta, iniciada em 1968.

Publicidade

Primeira brasileira a jogar na quadra central de Wimbledon desde a derrota de Teliana Pereira para Simona Halep, na primeira fase da edição de 2014, Bia viu Rybakina exibir a frieza pela qual é conhecida ainda nos primeiros instantes da partida. A casaque, chamada de rainha de gelo pelos fãs de tênis, abriu o primeiro set com um ace e fechou o game inicial com velocidade para sair na frente.

A brasileira, que venceu Rybakina nos outros dois duelos que tiveram neste ano, igualou a partida no game seguinte e empatou o set. Depois disso, contudo, apresentou dificuldade para encaixar seu jogo. Quando sofreu o ponto que determinou a vitória da casaque no terceiro game e marcou 3 a 1 na parcial, Bia colocou as mãos nas costas, com dores, e iniciou o grande drama que a levou à decisão de abandonar a partida.

Pintura de quadros, viagens e acordes no violão: conheça Bia Haddad fora das quadras

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.