Olimpíadas Altas temperaturas em Tóquio fazem COI revisar horários do tênis

Altas temperaturas em Tóquio fazem COI revisar horários do tênis

Sérvio Novak Djokovic afirmou ser um desafio jogar com as temperaturas e umidade extremas no Ariake Coliseum

Ashleigh Barty, da Austrália, em ação contra Sara Sorribes Tormo, da Espanha

Ashleigh Barty, da Austrália, em ação contra Sara Sorribes Tormo, da Espanha

EFE / EPA / WU HONG - 25.07.2021

O diretor de esportes do Comitê Olímpico Internacional (COI), Kit McConnell, anunciou que os horários das partidas de tênis serão revisados, após reclamações como a do sérvio Novak Djokovic, pelas altas temperaturas e a forte umidade no Ariake Coliseum, onde acontece a competição.

"Grande parte do calendário que foi montado, sempre foi possível dependendo do esporte, para evitar as horas mais quentes do dia. Isso não é possível em todas as modalidades, mas há amplas medidas para amenizar o calor em todos os treinos e em todas as partidas", explicou o dirigente.

Dias atrás, Djokovic disse ser um desafio jogar com as temperaturas e umidade extremas na arena em que a competição acontece, o que levou a Federação Internacional de Tênis (ITF) a estudar a situação atual em Tóquio "para abordar pontos concretos", conforme indicou McConnell.

O diretor de esportes do COI lembrou que foram tomadas decisões levando em conta modalidade por modalidade, além da implementação de medidas que permitem os jogadores se refrescarem em vários momentos das partidas, dependendo da estrutura, entre pontos ou entre sets.

Últimas