Esportes Newton Campos, vice-presidente do CMB, espera pela revanche entre Robson e Valdez

Newton Campos, vice-presidente do CMB, espera pela revanche entre Robson e Valdez

"Triste e aborrecido". É desta forma que Newton Campos, vice-presidente vitalício e honorário do Conselho Mundial de Boxe (CMB) e presidente da Federação Paulista de Boxe, ficou após o resultado da luta entre Robson Conceição e Oscar Valdez.

"Espero que Mauricio (Sulaiman, presidente do CMB) entenda a situação e proporcione uma nova oportunidade para o Robson", disse o dirigente, de 96 anos. "Fiquei aborrecido e estou impressionado com a repercussão do resultado."

Em decisão polêmica, Robson Conceição perdeu a disputa do título mundial dos superpenas, versão Conselho Mundial de Boxe (CMB) para o mexicano Oscar Valdez, por pontos, após 12 assaltos.

Apesar de boa parte da imprensa internacional apontar o brasileiro como o vencedor do duelo, os três jurados foram unânimes em apontar o campeão como o vencedor: 117 a 110 e 115 a 112 (duas vezes).

Com isso, Robson Conceição perdeu a invencibilidade na carreira profissional, que soma 16 vitórias (oito nocautes) e uma derrota. Valdez se mantém invicto, agora com 30 vitórias, sendo 23 por nocaute.

Em 1965, 89, Newton também liderou o pedido para que os jurados da primeira luta Eder Jofre x Fighting Harada fossem suspensos, após o japonês ter sido declarado vencedor após 15 assaltos..

Newton Campos também não se omitiu, em 1989, e chegou a renunciar da vice-presidência do CMB, após a entidade colocar o norte-americano Evander Holyfield como primeiro do ranking mundial, ao invés de Adilson Maguila Rodrigues. Desta forma, o brasileiro não se tornou o desafiante oficial do então campeão Mike Tyson.

Últimas