Esportes Nenê lamenta não ter feito golaço, mas festeja Flu forte na luta por Libertadores

Nenê lamenta não ter feito golaço, mas festeja Flu forte na luta por Libertadores

Aos 40 minutos do primeiro tempo, Tadeu cobrou falta na barreira e a bola caiu nos pés de Nenê no contra-ataque. Com o goleiro do Goiás longe do gol, o meia do Fluminense chutou de trás do meio de campo e a bola caprichosamente saiu por cima do travessão. "Até agora não acredito que ela bateu e subiu. Foi na direção certinha. Ia ser um gol incrível. Fiquei bem p...", comentou o jogador após o jogo.

O gol, porém, não fez falta. O Fluminense já vencia o Goiás por 3 a 0, placar que não foi alterado até o fim da partida. O resultado colocou o time na zona de classificação para a Copa Libertadores. "Mas o mais importante foram os três pontos. A gente precisava muito para nos aproximar do objetivo, que é disputar a Copa Libertadores. Demonstramos que nosso time é unido e que podemos chegar ao nosso objetivo", afirmou o meia.

O meio-campo Martinelli, de 19 anos, era o mais comemorado nos vestiários. Ele deixou o campo como melhor do jogo após marcar os seus dois primeiros gols como profissional. "Não imaginava marcar um gol, imagina então dois de uma só vez. Estou muito feliz, mas o importante foi mesmo vencer e ajudar o time", comentou. Ele chegou ao Fluminense em 2017, depois de passar por clubes do interior paulista - Marília, Osvaldo Cruz e Grêmio Prudente.

Na quinta colocação com 53 pontos, o Fluminense volta a campo nesta quarta-feira contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Últimas