Esportes McLaren anuncia assinatura de contrato de opção para ingressar na Fórmula E

McLaren anuncia assinatura de contrato de opção para ingressar na Fórmula E

A tradicional equipe McLaren anunciou nesta segunda-feira a assinatura de contrato de opção para competir no campeonato elétrico de Fórmula E de 2022/23. A escuderia britânica vai avaliar em 2021 a

viabilidade de ingressar na série durante a sua nona temporada, quando um carro Gen3 mais leve e poderoso fará sua estreia.

BMW, cuja equipe é comandada pela Andretti Motorsport, dos Estados Unidos, e Audi anunciaram que estão deixando a série no final deste ano. A Fórmula E, um campeonato mundial apoiado pela FIA,

permite um máximo de 12 equipes.

A McLaren Applied Technologies é a bateria exclusiva fornecida na categoria até 2022, com a McLaren impedida de competir até que o contrato expire. "Temos observado de perto a Fórmula E há algum tempo e monitorado o progresso da modalidade", disse o CEO da McLaren Racing, Zak Brown, em um comunicado. "A oportunidade de optar por uma entrada, junto com a conclusão do contrato de fornecedor da McLaren Applied nos dá o tempo necessário para decidir se a Fórmula E é adequada para McLaren como uma plataforma de competição futura."

A Fórmula 1 está introduzindo um limite de orçamento este ano e algumas equipes estão dispensando funcionários, redistribuindo-os para outras áreas. "A McLaren Racing garantindo a opção de ingressar na Fórmula E é um testemunho do impacto contínuo do nosso esporte", disse Alejandro Agag, fundador da série, em um comunicado.

A sétima temporada da Fórmula E deve começar na Arábia Saudita com corridas noturnas nos dias 26 e 27 de fevereiro. Para o Brasil, a competição terá transmissão da TV Cultura.

Últimas