Mais Esportes Vôlei: Minas afasta Maurício Souza, acusado de falas homofóbicas

Vôlei: Minas afasta Maurício Souza, acusado de falas homofóbicas

Atleta criticou a inclusão de um super-herói homossexual e foi repreendido por Douglas Souza e patrocinadores de seu time

  • Mais Esportes | Do R7

Maurício Souza foi campeão com a seleção brasileira de vôlei na Rio 2016

Maurício Souza foi campeão com a seleção brasileira de vôlei na Rio 2016

Reprodução/Instagram @mauriciosouza17

Maurício Souza foi oficialmente afastado do Minas Tênis Clube nesta terça-feira (26). Na semana passada, no dia das crianças, o jogador de vôlei deu declarações consideradas homofóbicas nas redes sociais. Além disso, ele terá de se retratar e será multado.

"O Minas Tênis Clube reforça que não aceita e não aceitará manifestações intolerantes, racistas, preconceituosas e homofóbicas, e que intensificará campanhas internas em prol da diversidade, respeito e união, por serem causas importantes e alinhadas com os valores institucionais", escreveu o clube na noite desta terça-feira em suas redes sociais.

Minutos antes, o jogador também usou as redes sociais para se posicionar. "Pessoal, após conversar com meus familiares, colegas e diretoria do Clube, pensei muito sobre as últimas publicações que eu fiz no meu perfil. Estou vindo a público pedir desculpas a todos a quem  desrespeitei ou ofendi, esta não foi minha intenção", escreveu.

Mais cedo, alguns dos patrocinadores da equipe se manifestaram, pedindo "medidas cabíveis" ao clube mineiro e repudiando as declarações do atleta. Depois da rescisão de contrato ser cogitada, a diretoria do Minas decidiu que o afastamento e a multa são as melhores opções. A decisão foi repassada aos patrocinadores e a palavra final é de que o clube não aceita qualquer outro comentário discriminatório.

Há alguns dias, a DC Comics anunciou que o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, se descobrirá bissexual nas próximas edições das histórias em quadrinhos. Após a publicação, Maurício Souza postou a foto e fez críticas à decisão da DC: "Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar", postou o campeão olímpico na Rio 2016, que na época recebeu comentários de apoio de outros atletas do vôlei, como Wallace e Sidão.

Porém, Douglas Souza, companheiro de Maurício na seleção brasileira, postou a mesma imagem, com dizeres totalmente contrários ao exposto pelo colega.

"Engraçado que eu não virei heterossexual vendo os super-heróis homens beijando mulheres. Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil. Vai ter beijo sim. Obrigado DC por pensar em representar todos nós e não só uma parte", escreveu.

Brasileirão: veja as possibilidades de título e de queda dos clubes

Últimas