Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Time de MMA pede para Drake não apostar em seus lutadores após rapper perder R$ 2,5 mi em apostas

Rapper apostou na vitória por nocaute de Israel Adesanya, e lutador sofreu 'zebra' ao perder para Sean Stricklad, no UFC 293

Mais Esportes|

Pé-frio, Drake é comparado com Mick Jagger
Pé-frio, Drake é comparado com Mick Jagger Pé-frio, Drake é comparado com Mick Jagger

Conhecido por apostar em diferentes esportes, o rapper canadense Drake perdeu US$ 500 mil (cerca de R$ 2,5 milhões) no sábado, ao apostar em uma vitória por nocaute de Israel Adesanya sobre Sean Stricklad, no UFC 293. Essa não é a primeira vez em que o artista fica no prejuízo ao arriscar dinheiro em apostas online, ligando o sinal de alerta de quem teme ser o próximo "atingido" pelo cantor.

A American Top Team, uma das principais academias de MMA da atualidade, resolveu se adiantar e fez um apelo bem-humorado ao rapper em sua conta oficial nas redes sociais. "Caro sr. Drake, por favor não aposte em nenhum dos nossos lutadores", publicou o time da Flórida, marcando o perfil oficial do canadense na postagem.

O nigeriano Israel Adesanya era amplo favorito na disputa pelo cinturão até 84 kg do UFC, mas Strickland fez uma luta melhor do ponto de vista estratégico, sendo o preferido dos juízes, e venceu o nigeriano por pontos. A "zebra" aumentou a lista de insucessos de Drake nos seus palpites e sua fama de pé-frio.

· Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Tudo começou em 2014, quando Drake declarou torcida para o Miami Heat nas finais da NBA contra o San Antonio Spurs, mas o então time de LeBron James foi derrotado em apenas cinco jogos. Um ano depois, o rapper foi acusado pelos fãs de Serena Williams de ter sido a causa da eliminação da tenista na semifinal do US Open por ter iniciado um romance com a atleta. Já em 2019, o canadense declarou apoio a Conor McGregor no UFC 229, mas o irlandês acabou derrotado pelo russo Khabib Nurmagomedov.

Publicidade

Drake também já fez suas "vítimas" no futebol. Os torcedores de Manchester City, Liverpool, Manchester United, Paris Saint-Germain e Borussia Dortmund já culparam o rapper por derrotas e eliminações por encontros dos jogadores com o artista antes de partidas importantes.

Em um dos últimos eventos, Drake posou para uma foto com Alphonso Davies, astro da seleção canadense, antes da participação inédita do país em uma Copa do Mundo. O jogador do Bayern de Munique acabou perdendo um pênalti no Mundial do Catar, e o Canadá foi eliminado ainda na fase de grupos.

Publicidade

As comparações entre Drake e Mick Jagger são inevitáveis. O líder dos Rolling Stones ganhou a fama de pé-frio na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Nas oitavas de final, ele compareceu ao estádio Royal Bafokeng para torcer para os Estados Unidos, mas os americanos perderam por 2 a 1 e foram eliminados por Gana. Na fase seguinte, ele marcou presença no duelo entre Inglaterra e Alemanha para torcer pelos ingleses, que acabaram sendo goleados por 4 a 1. Ainda nas quartas, ele levou o filho Lucas para torcer pelo Brasil, mas a seleção foi derrotada por 2 a 1 pela Holanda. Jagger também acompanhou in loco a histórica derrota dos brasileiros por 7 a 1 para a Alemanha em 2014.

Título no futebol, tênis e surfe: veja como foi o final de semana dos brasileiros pelo mundo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.