Mais Esportes Tandara desabafa após ser suspensa por doping: 'Injustiça'

Tandara desabafa após ser suspensa por doping: 'Injustiça'

Por meio das redes sociais, a oposto da seleção brasileira disse ser inocente e que considera punição "desproporcional"

  • Mais Esportes | Do R7

"Sentimento de injustiça é angustiante", desabafa Tandara após suspensão por doping

"Sentimento de injustiça é angustiante", desabafa Tandara após suspensão por doping

Reprodução/Instagram/@tandaracaixeta

Suspensa por quatro anos depois de ser condenada por doping, a oposto Tandara, da seleção brasileira, fez um longo desabafo nas redes sociais em que se disse inocente, e que considera a punição "injusta e desporporcional". "O sentimento de injustiça é angustiante, mas com a ajuda de todos vocês vou superar esse momento e transformar essa situação em combustível para vencer mais essa batalha", escreveu a jogadora, que confirmou que irá recorrer. 

Tandara foi condenada pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidoping pelo uso indevido de ostarina, substância proibida considerada anabolizante, capaz de aumentar o ganho de massa muscular em seus usuários. "Essa condenação é, particularmente, difícil pra mim porque estou sendo condenada por algo que não fiz", disse a atleta.

Na mesma publicação, Tandara ainda questionou como se deu o processo que culminou em sua suspensão, citando o vazamento de informações que eram sigilosas, além de reafirmar que a contaminação por ostarina se deu de forma involuntária. 

"Apesar de termos provas mais do que suficientes que mostram que fui contaminada, tive uma condenação injusta, desproporcional e precedida de um estranho vazamento de um processo que deveria ser sigiloso. Infelizmente, o entendimento da Primeira Câmara do TJDAD é incompatível com a melhor jurisprudência internacional", ressaltou Tandara.

O teste positivo para o uso do anabolizante foi realizado antes do embarque da jogadora para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021. Tandara jogou normalmente o torneio na capital japonesa, sendo um dos destaques da equipe de José Roberto Guimarães, e só foi impedida de atuar na semifinal, diante da Coreia do Sul, e final, com os Estados Unidos. A seleção brasileira feminina de vôlei terminou com a medalha de prata.

A defesa de Tandara argumentava que a causa do teste positivo para ostarina seria uma contaminação cruzada, de responsabilidade de duas farmácias que manipulavam seus medicamentos. A tese foi descartada no julgamento por uma série de informações consideradas contraditórias.

Tandara ainda pode recorrer da suspensão. A jogadora precisará entrar com o processo junto à Corte Arbitral do Esportes (CAS ou TAS) e aguardar novo julgamento. Os auditores responsáveis pela sessão desta segunda-feira concordaram na suspensão por quatro anos.

Tandara acumula uma série de títulos pela seleção feminina, incluindo o ouro olímpico em Londres 2012, além de seis conquistas do Grand Prix (atualmente conhecido como Liga das Nações).

Vettel é roubado no GP da Espanha e persegue ladrões com patinete

Últimas