Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Paulo André anuncia a volta ao atletismo e se prepara para participar do Mundial e do Pan

Velocista é treinado pelo pai, Carlos Camilo, que também tem histórico nas pistas; PA deseja chegar nos Jogos Olímpicos de Paris

Mais Esportes|Do R7

Em fevereiro de 2023, Paulo André sinalizou que pretendia retornar às pistas ainda neste ano
Em fevereiro de 2023, Paulo André sinalizou que pretendia retornar às pistas ainda neste ano Em fevereiro de 2023, Paulo André sinalizou que pretendia retornar às pistas ainda neste ano

Um dos maiores velocistas do Brasil, Paulo André está de volta nas pistas! Ao lado do pai e treinador, Carlos Camilo, o atleta anunciou em entrevista coletiva que planeja competir no Mundial e nos Jogos Pan-Americanos na temporada de 2023. Além disso, falou do desejo de classificação para as Olimpíadas de Paris 2024.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

O retorno do atleta acontecerá neste domingo (30), na prova de 100 m do Desafio CBAt/CPB. O evento será na pista do Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. Além da disputa neste mês, PA reservou datas do calendário de agosto, outubro e novembro.

Publicidade

Ele quer participar do Mundial de Atletismo, que acontece na Hungria de 19 a 27 de agosto, e dos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile, de 20 de outubro a 3 de novembro. O corredor projeta bom desempenho nas competições esportivas e chances de classificação para os Jogos Olímpicos de Paris, que começam em julho de 2024.

O pai do velocista afirma que ele está com a "faca nos dentes" e preparado para competir. Afastado das pistas desde outubro de 2021, para participar do BBB 2022 e seguir carreria de modelo e influenciador, Paulo André segue como o terceiro homem mais rápido do Brasil. 

Publicidade

Quando parou a carreira, já tinha planos de retornar às provas de alto rendimento em fevereiro de 2023. Em 2018, ele alcançou a marca de 10s02, nos 100 m rasos. Muito perto do recorde brasileiro que é de 10s, do Robson Caetano, conseguido em 1988.

O atleta conquistou diversas medalhas durante a trajetória esportiva. Em 2019, nos Jogos Pan-Americanos de Lima, ele subiu ao pódio ao conquistar a medalha de prata nos 100 m, além do ouro no revezamento 4x100m. No mesmo ano, venceu o Mundial com a mesma equipe da prova coletiva. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021, foi semifinalista dos 100 m.

Quem são os atletas do Time Brasil classificados para os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.