Mais Esportes Murray sente dor no ombro, mas vence argentino na estreia em Cincinnati

Murray sente dor no ombro, mas vence argentino na estreia em Cincinnati

Três dias depois de uma "batalha" na final olímpica no Rio de Janeiro, Andy Murray voltou à quadra nesta quarta-feira. E, depois de superar Juan Martín del Potro, o britânico enfrentou e venceu outro argentino, Juan Monaco, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, em sua estreia no Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos.

A sequência de jogos duros no Rio de Janeiro, contudo, trouxeram consequências físicas para o bicampeão olímpico. Murray não escondeu o desgaste físico e até recebeu atendimento médico em quadra em razão de dores no ombro direito. Desta forma, só colocou em quadra 50% do seu primeiro saque.

Mas a limitação não impediu que buscasse a vitória após 1h17min de confronto com Monaco. Principal favorito ao título na quadra dura de Cincinnati, Murray vai enfrentar nas oitavas de final o sul-africano Kevin Anderson, que avançou ao despachar o experiente francês Richard Gasquet, 13º cabeça de chave, por 6/2 e 6/4.

Outros cabeças de chave tiveram melhor sorte nesta quarta. O checo Tomas Berdych, sexto pré-classificado, venceu o espanhol Marcel Granollers em sets diretos, com parciais de 6/3 e 7/6 (7/4). Berdych deve fazer um bom duelo com o croata Marin Cilic nas oitavas.

O campeão do US Open de 2014 também avançou ao despachar um rival espanhol. Cilic, 12º cabeça de chave, teve facilidade para superar Fernando Verdasco por 6/3 e 6/1. Ainda nesta quarta, o austríaco Dominic Thiem derrotou o australiano John Millman por 7/5 e 6/1. Seu próximo adversário será o francês Gael Monfils.