Mais Esportes Mulher faz cocô nas calças durante maratona, mas continua correndo. 'Bati recordes!'

Mulher faz cocô nas calças durante maratona, mas continua correndo. 'Bati recordes!'

Atleta relembra situação tensa que viveu e garante que não se abala por constrangimento, celebrando medalha

  • Mais Esportes | Larissa Crippa*, do R7

Resumindo a Notícia

  • Mãe de primeira viagem tem incidente em primeira corrida pós-parto.
  • Mulher sente vontade de fazer cocô no meio de maratona e decide defecar em movimento.
  • Depois de evacuar no short de corrida, ela continuou por mais 20 km.
  • Maratonista bateu recorde pessoal e garante que não se sente constrangida com o episódio.
Tamara defecou no meio do caminho e correu com fezes no short por mais 20 km

Tamara defecou no meio do caminho e correu com fezes no short por mais 20 km

Reprodução Instagram/@tamaratorlkason

Tamara Torlkason, de 31 anos, estava correndo na maratona Long Beach Mountains, em Ojai, na Califórnia, quando começou a sentir cólicas no meio do caminho.

A mulher, que estava correndo pela primeira vez após dar à luz, em 2018, contou ao DailyStar que se sentia determinada a finalizar a corrida a qualquer custo. “Pensei: 'Não sei se é possível fazer cocô enquanto corro, mas vou tentar", disse. “Eu não quero que um cocô estrague tudo.”

Assim, Tamara defecou em movimento, no seu short de corrida, e continuou por mais 20 quilômetros. Ao atingir a linha de chegada, percebeu que tinha batido seu recorde pessoal e comemorou, vitoriosa. "Usei minha nova força de mãe para continuar", brincou.

Apesar de muitas pessoas terem presenciado a situação, a mãe de primeira viagem afirma que não se abalou. "Os maratonistas entendem", afirmou ao jornal. Depois de finalizar seu desafio, ela foi se limpar imediatamente.

Na corrida do "incidente", Tamara fez o percurso em 3 horas e 7 minutos. Em maratona mais recente, ela melhorou o tempo em 10 minutos, atingindo o destino final após 2 horas e 57 minutos. 

Em seu Instagram, a Tamara se orgulha de sua evolução e motiva outras pessoas a se desafiarem dessa forma. Em texto postado para exaltar sua última medalha, ela diz que acredita que somos capazes de qualquer coisa se tivermos foco e acreditarmos realmente nisso.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Carla Canteras

Atleta com paralisia cerebral e 76% de incapacidade física é o primeiro do mundo a concluir uma maratona

Últimas