Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Deixar comida em refúgios pensando nos outros: caridade ou lixo? (Spoiler: é lixo)

Ao frequentar um refúgio de montanha com comida ou bebidas em excesso e as deixou para que outras pessoas as

Blog de Escalada

Blog de Escalada|Do R7

Ao frequentar um refúgio de montanha com comida ou bebidas em excesso e as deixou para que outras pessoas as aproveite? Mesmo que não seja efetivamente lixo, é na verdade um problema.

.Ao subir uma montanha, seja escalando uma via ou feito uma trilha, muito provavelmente já deixou comida ou água em um refúgio de montanha. A prática é comum e muitos respondem positivamente à pergunta deste artigo. Muitos o fazem de boa vontade, para que outras pessoas da comunidade possam abastecer em alguma necessidade.

Não faz muitos dias, Brad Gobright, um escalador que já quebrou o recorde de velocidade no “The Nose” com Jim Reynolds (com tempo de 2:19:44), subiu em sua conta de Instagram uma foto perturbadora. A foto mostrava uma grande quantidade de garrafas de água que haviam sido abandonadas na parte superior do El Capitán.

Blog de Escalada
Blog de Escalada Blog de Escalada

Muitas delas deixadas previamente por escaladores que fizeram vias de várias enfiadas e, quando chegaram ao final, poderiam contar com uma hidratação no final. Entretanto, a grande maioria das garrafas são na realidade lixo. E pior: nunca foram recolhidas ou até mesmo os escaladores as deixam ali pensando que outros irão necessitar.

Publicidade

Uma outra lenda da escalada mundial (a qual dispensa grandes apresentações), Lynn Hill, já descreveu um cenário similar. Lynn declarou:

Aparentemente muitas pessoas deixam “acidentalmente”, ou mesmo intencionalmente, seu lixo no El Capitán e sequer voltam à base, depois de sua ascensão, para limpar o que deixou. Acredito que, como uma forma de mostrar respeito pela beleza do lugar, todos temos de fazer um esforço para limpar o lixo que encontramos. Assim, acredito que todos os que sobem pela grande muralha deveriam voltar até a base com um saco de lixo, preferencialmente grande, e limpar o que estiver de lixo depois da escalda. – LynnHill

Publicidade

Quando chegamos nos refúgios de montanha, é muito comum encontrar uma boa quantidade de garrafas de água e comida, as as quais foram abandonadas por outros montanhistas. Em muitas ocasiões tudo está em um bom estado de conservação, que são deixados com a melhor das intenções para que outras pessoas aproveitem.

Não resta dúvida que esta ação mostra consideração com outros montanhistas e companheiros de comunidade. Porém, na grande maioria dos casos, este ato traz também uma série de consequências. Suponha que alguém mais deixa, que é o que sempre acontece. Depois mais outra e assim por diante. Pois ninguém vai para um refúgio de montanha de mãos vazias, contando que já exista comida lá. Portanto, seguindo esta lógica, é fácil concluir que o alimento ou bebida que deixamos na montanha, mesmo não sendo efetivamente lixo, é sim um problema.

Publicidade

Lembrando que uma garrafa de plástico demora 450 anos em desaparecer. Caso esteja enterrada, esta demora 1.000 anos. A natureza demora também 10 anos em fazer com que uma lata de refrigerante torne-se óxido de ferro e até 100 anos para uma lata de atum. Na montanha, além disso, a altitude joga contra esta lógica e retarda a decomposição destas coisas.

As montanhas são fonte de todos os grandes rios do mundo e de muitos menores. As montanhas, portanto, desempenham um papel essencial no ciclo da água ao captar a umidade das massas de ar, que são essenciais às populações, à agricultura e indústrias que estão abaixo delas. Por isso mesmo que temos de cuidar delas nos mínimos detalhes. Portanto se você não colabora, você faz parte do problema. Portanto, sempre se pergunte: que tipo de rastro deixa na montanha?

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.