Esportes Liverpool chega a Old Trafford em meio a protestos de torcedores antes do confronto com Manchester United

Liverpool chega a Old Trafford em meio a protestos de torcedores antes do confronto com Manchester United

FUT-INGLATERRA-LIVERPOOL-MANCHESTER-UTD:Liverpool chega a Old Trafford em meio a protestos de torcedores antes do confronto com Manchester United

Reuters - Esportes

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - O time do Liverpool chegou em segurança ao estádio Old Trafford do Manchester United para o confronto da Premier League desta quinta-feira, enquanto os torcedores do Manchester protestavam contra os donos do clube, tentando impedir o jogo pela segunda vez em dez dias.

A Sky Sports publicou um vídeo no Twitter mostrando jogadores e dirigentes chegando ao estádio para a partida, que estava programada para começar às 20h15, horário local, 16h15 em Brasília, com os torcedores usando sinalizadores do lado de fora do local do jogo em um protesto bastante pacífico.

A mídia britânica noticiou que um ônibus do time do Liverpool foi vandalizado a caminho de Old Trafford por manifestantes que esvaziaram seus pneus, embora o veículo não estivesse transportando o técnico Juergen Klopp e seus jogadores para o estádio.

A partida, agendada originalmente para 3 de maio, foi adiada depois de choques violentos entre torcedores e a polícia durante os quais mais de 100 torcedores entraram no estádio e invadiram o gramado para protestar contra os proprietários do clube, a família Glazer.

Para evitar uma repetição, vários jogadores do United foram vistos chegando ao estádio seis horas antes do início do jogo desta quinta-feira – tradicionalmente, o elenco viaja junto depois de se reunir no Hotel Lowry.

O jogo do United em casa contra o Leicester City na terça-feira transcorreu sem incidentes, já que uma forte presença de policiais e seguranças e um 'anel de aço' de barreiras ao redor de Old Trafford impediu o acesso dos torcedores, que estão proibidos de ir ao local devido às restrições da Covid-19.

Os protestos contra a família Glazer, que comprou o United em 2005, começaram depois que os norte-americanos se envolveram em uma tentativa fracassada de criar uma Superliga Europeia dissidente.

(Por Simon Evans)

Últimas