Lance Veja cinco motivos para acreditar na vitória do Fluminense sobre o Manchester City na final do Mundial

Veja cinco motivos para acreditar na vitória do Fluminense sobre o Manchester City na final do Mundial

Tricolor encara os ingleses na decisão do torneio no dia 22 de dezembro

Lance

Na final do Mundial de Clubes, o torcedor tricolor tem motivos para acreditar na vitória do Fluminense sobre o Manchester City, na sexta-feira (22). A equipe de Fernando Diniz busca o inédito título para o clube.

O Lance! destaca cinco razões para que os fãs do Time de Guerreiros sigam confiantes para passar pelo maior obstáculo encontrado na temporada. Os motivos vão desde peças fundamentais do elenco até os problemas do rival nas últimas semanas.

➡️ Tudo sobre o Tricolor agora no WhatsApp. Siga o nosso novo canal Lance! Fluminense

➡️ City x Fluminense: saiba quem leva a melhor entre ingleses e brasileiros em Mundiais de Clubes

CONFIRA CINCO MOTIVOS PARA ACREDITAR NO TÍTULO DO FLUMINENSE:

1️⃣ PREDESTINADO! O Fluminense conta com a estrela de John Kennedy, que marcou gol em todas as fases do mata-mata da Libertadores e já balançou as redes no Mundial. O jovem busca fazer mais uma vítima mundo a fora.
2️⃣ FALTA O GOL! Desde que chegou ao Fluminense em 2022, Germán Cano marcou pelo menos um gol em todas as competições que disputou em suas duas temporadas. Na semifinal do Mundial, o camisa 14 passou em branco, o que dificilmente deve acontecer novamente, segundo as estatísticas.
3️⃣ TORCIDA! Enquanto o Manchester City conta com o apoio de muitos locais, o Fluminense conta com milhares de torcedores que viajaram de diversos locais do Brasil para a Arábia Saudita. É um público mais fanático e que será ouvido na Joia da Coroa para incentivar seus atletas.
4️⃣ PREGUIÇA! Além da má fase na Inglaterra, os ingleses demonstraram uma cerca preguiça em determinados momentos da partida contra o Urawa Reds. No entanto, os Sky Blues não encontraram dificuldades para vencer um adversário tecnicamente muito fraco.
5️⃣ DESFALQUES DE PESO! Por conta de lesões, o Manchester City precisou cortar Haaland, De Bruyne e Doku do elenco que disputa o torneio intercontinental. A equipe de Pep Guardiola chega na decisão sem força máxima para encarar o campeão da Libertadores.

Últimas