Vasco vence Fortaleza com boa atuação de Talles Magno

Atacante comanda a equipe em vitória suada, em São Januário. Jovem vai se apresentar à seleção sub-17 para a disputa do Mundial da categoria


Foi difícil e com muita entrega de todo o time que o Vasco venceu o Fortaleza por 1 a 0, neste domingo (13), em São Januário. Yago Pikachu fez o único gol do jogo, de pênalti, mas o maior destaque foi Talles Magno. O atacante combinou lances de efeitos que inflamaram os torcedores, boas jogadas ofensivas e ainda foi responsável pela expulsão do lateral-direito Gabriel Dias. Foi a ''despedida'' do jogador, que vai se apresentar à seleção para a disputa do Mundial Sub-17 e pode perder até nove rodadas da competição.

Com o resultado, o Vasco chegou aos 31 pontos e está em décimo segundo lugar no Brasileiro. O próximo compromisso do time é o clássico contra o Botafogo, na quarta-feira, em São Januário. O Fortaleza segue com 28 e ocupa a décima quinta posição. A equipe cearense vai receber o líder Flamengo, na quarta-feira, no estádio Castelão.

Apoiado pela torcida, o Vasco foi melhor durante a primeira etapa, com mais posse de bola e procurando jogadas de ataque, mas a equipe carioca só teve uma chance de marcar. Logo aos nove minutos, Marrony aproveitou rebote e bateu em cima do goleiro Marcelo Boeck. Após o lance, o Gigante da Colina, com um quarteto ofensivo de bastante movimentação, tentou puxar contra-ataques em velocidade, porém pecou no último passe. Talles Magno se livrou da marcação e tentou o passe para Ribamar, mas a bola foi forte. Na sequência, o próprio Ribamar tentou o passe para Marrony e zaga do Fortaleza interceptou.

​Se faltou emoção no primeiro tempo, o segundo começou bem diferente. Rossi aproveitou rebote dentro da área e pegou bonito, com força, mas a bola explodiu no travessão. Na sequência do lance, Marrony tentou de cabeça e jogou para fora. O Fortaleza respondeu rápido com André Luís, que achou um espaço e também mandou na trave. Cinco minutos depois, Felipe Ferreira disparou e foi parado com falta por Osvaldo. Na cobrança da falta, o meia vascaíno acertou o poste de Marcelo Boeck.

O Vasco era melhor e após cobrança de escanteio para a área, o árbitro marcou pênalti de Adalberto em Leandro Castán. O lance gerou revolta nos jogadores do Fortaleza. Yago Pikachu bateu rasteiro, Boeck chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol do Vasco. Com a vantagem no placar, a equipe carioca passou a ter mais tranquilidade na troca de passes. O time cruz-maltino quase fez o segundo em uma falta de longa distância cobrada por Fellipe Bastos que passou perto. Marrony aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou com perigo.

A jóias vascaína foi o nome do jogo. Melhor do primeiro tempo, o atacante seguiu bem na volta do intervalo. O camisa 43 se apresentou, buscou trabalhar com os companheiros e em um lance quase na bandeira de escanteio, aplicou um drible desconcertante em Gabriel Dias, que foi obrigado a fazer a falta e acabou expulso. A partir daí, o Fortaleza perdeu força, mas quase empatou em um lance confuso na área que Paulão desviou. Fernando Miguel fez a defesa segura. Fim de jogo e vitória do Vasco.

VASCO 1 x 0 FORTALEZA

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 13/10/2019, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Público/renda: 11.690 pagantes/ 12.285 presentes/R$ 442.325,00
Cartão amarelo: Oswaldo Henríquez e Fellipe Bastos (VAS), Osvaldo, Adalberto, Wellington Paulista e Gabriel Dias (FOR)
Cartão vermelho: Gabriel Dias (FOR)

GOL: Yago Pikachu 20'/2°T

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu,Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Andrey (Fellipe Bastos/Intervalo), Rossi, Marrony (Marcos Junior 37'/2/T) e Talles Magno; Ribamar (Felipe Ferreira/Intervalo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

FORTALEZA: Marcelo Boeck, Gabriel Dias, Paulão, Jackson (Adalberto 48'/1°T) e Carlinhos; Felipe, Juninho, Edinho (Matheus Alessandro 32'/2°T), Osvaldo e André Luís; Wellington Paulista. Técnico: Rogério Ceni.

Boleiros no volante... Veja jogadores que já passaram por acidentes