Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vasco conversa com clubes para renegociar dívidas e evitar possíveis litígios

Cruz-Maltino adquiriu nove jogadores em definitivo e gastou aproximadamente R$ 110 milhões na última de transferências

Lance|

Lance
Lance Lance

Conversas e muita cautela. O Vasco segue conversando com todas as partes para resolver as pendências sem qualquer tipo de litígio. Afinal, o que o clube menos quer neste início de SAF é que a credibilidade seja colocada em xeque.

O Vasco adquiriu nove atletas em definitivo e gastou quase R$ 110 milhões nesta janela de transferências. O clube alega problemas no fluxo de caixa para não arcar com os compromissos em dia.

+ Posição carente: relembre as buscas do Vasco para o meio-campo

ATLETAS QUE O VASCO ADQUIRIU NESTA JANELA DE TRANSFERÊNCIAS:

Continua após a publicidade

- Léo Jardim (Lille-FRA)

- Puma Rodríguez (Nacional-URU)

Continua após a publicidade

- Manuel Capasso (Atlético Tucumán-ARG)

- Léo (São Paulo)

Continua após a publicidade

- Lucas Piton (Corinthians)

- Jair (Atlético-MG)

- Luca Orellano (Vélez Sarsfield-ARG)

- Pedro Raul (Kashiwa Reysol-JAP)

Dentre estes nove jogadores, o Vasco deve a quatro de formas diferentes. Nos casos de Léo Jardim, Manuel Capasso e Lucas Piton, o Cruz-Maltino deve parcelas aos times de origem. Já no caso de Jair, o clube deve ao empresário do jogador.

O Vasco também tem dívidas com um jogador que não foi comprado. É o caso do jovem volante de 19 anos, Andrey Santos, que é cria da base. O débito é direto com o jogador, em relação à venda do atleta para o Chelsea, da Inglaterra.

+ Atacante brasileiro é afastado de clube turco e pode fechar com o Vasco

Dos R$ 12 milhões que Andrey tem direito, o Vasco já pagou R$ 3,6 milhões, referentes à primeira parcela. Os advogados do volante dizem que o clube foi citado para quitar a dívida e, caso não cumpra, a questão será resolvida por um juiz.

A punição "mais leve" que o Vasco pode receber é uma penhora nas contas da SAF. Além disso, o Cruz-Maltino corre o risco de sofrer um transfer ban. Com isso, o clube ficaria impossibilitado de inscrever jogadores.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.