Lance Um ano do rebaixamento do Cruzeiro. Vice do Galo fala em 'soberba'do rival

Um ano do rebaixamento do Cruzeiro. Vice do Galo fala em 'soberba'do rival

Lásáro Cândido comentou o fato, que diverte os atleticanos. No dia 8 de dezembro de 2019, o time celeste ia para a segunda divisão, após derrota para o Palmeiras, no Mineirão

Lance
Lance

Lance

Lance

O dia 8 de dezembro de 2019 é doloroso para os cruzeirenses e festivo para os torcedores do maior rival, o Atlético-MG. Nesta data, o Cruzeiro teve o seu rebaixamento à Série B confirmado, após uma derrota para o Palmeiras, na última rodada da Série A. A Raposa fez uma campanha muito ruim, mas ainda tinha alguma chance de se salvar no duelo diante dos paulistas.

A melancólica derrota por 2 a 0, no Mineirão, pela 38ª rodada, selaram o destino celeste, que foi jogar a segunda divisão pela primeira vez em sua história centenária.

Os torcedores que ainda foram ao estádio no jogo diante do Verdão não conseguiram conter a raiva e protagonizaram cenas lamentáveis antes mesmo do término do jogo, Houve depredação de cadeiras, bombas jogadas no campo, que gerou uma redação da Polícia Militar, forçada a usar balas de borracha e gás de pimenta para conter a multidão raivosa.

A expectativa de fazer uma Série B sem tropeços não se concretizou e o Cruzeiro tem chances reduzidas de conseguir voltar à elite nacional ao fim do campeonato, que se encerra em janeiro.

No outro lado desta história, tem os torcedores do Galo, que sofreram 14 anos de zoações, pela queda do alvinegro, em 2005, sendo campeão da Série B em 2006, retornando à primeira divisão sem grandes problemas.

E, a queda do maior rival, que fez “aniversário”, mais a situação atual do time azul, gera muitas brincadeiras e piadas com a Raposa. E, até desabafos de dirigentes atleticanos.

O vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cândido da Cunha, fez questão de lembrar da data da queda cruzeirense, classificando como um “dia inesquecivel”.

Cândido também falou de uma “soberba” cruzeirense em relação aos rivais, principalmente o Galo.

-A muitos amigos atleticanos eu relatava que aquilo iria resultar em tragédia. Para aqueles torcedores que arrotavam soberba e festejavam fazendo 6x1 com Fred, Mito e cia... Demorou menos do que insistentemente falava, mas o tombo final veio com a evacuação do estádio. Dia inesquecível!- disse Lásaro.

Últimas